"MísseisAutoridades russas dizem que ataque a cidade da península anexada da Crimeia matou cinco pessoas e foi executado com mísseis ATACMS fornecidos pelos Estados Unidos à Ucrânia.A Rússia acusou neste domingo (23/06) os Estados Unidos de serem responsáveis pelo ataque ucraniano que, segundo as autoridades russas, matou cinco pessoas, incluindo três menores, e feriu mais de uma centena em Sebastopol, na península anexada da Crimeia.

Segundo os militares russos, cinco mísseis ATACMS foram lançados pelas forças ucranianas, quatro dos quais foram interceptados.

"A responsabilidade pelo ataque deliberado com mísseis contra civis em Sebastopol cabe, em primeiro lugar, a Washington, que forneceu essas armas à Ucrânia", bem como às autoridades de Kiev, afirmou o Ministério russo da Defesa. "Tais ações não ficarão sem resposta", acrescentou.

Os dados de voo desses mísseis teriam sido inseridos "por especialistas dos EUA com base em dados de reconhecimento por satélite dos EUA", afirmou o ministério russo em apoio às suas acusações.

Em abril, Washington anunciou o envio de mísseis ATACMS de longo alcance à Ucrânia, que há muito os solicitava para poder atacar mais além da linha da frente.

Nem a Ucrânia nem os Estados Unidos comentaram o ataque em Sebastopol.

Depois de num primeiro momento as autoridades russas terem afirmado que o ataque com os mísseis balísticos provocara ao menos três mortos, o governador da cidade portuária, Mikhail Razvojaev, indicado pela Rússia, precisou que o ataque fez cinco mortos, incluindo três menores, e deixou uma centena de feridos.

Cinco outras crianças estão recebendo cuidados intensivos no hospital, disse Razvojaev num vídeo publicado na rede social Telegram.

as/md (Lusa, Efe)