Esportes

Rússia planeja lançar ser sede da Eurocopa apesar de banimento da Uefa


Banida das competições da Uefa após a invasão na Ucrânia, a Rússia manifestou nesta quarta-feira, 23, o desejo de sediar a Eurocopa. A informação foi divulgada através de um comunicado realizado por Rustem Saymanov, membro do comitê executivo da União Russa de Futebol (RFU, na sigla original), informando a intenção de receber o torneio em 2028 ou 2032.

“A RFU vai se candidatar à Eurocopa de 2028 e 2032, isso não é uma piada. A vida continua conosco, estamos abertos e prontos, não devemos estar fechados à Uefa e à Fifa”, afirmou Saymanov. Na última Euro, disputada em diversos lugares do Velho Continente, a cidade de São Petersburgo recebeu alguns jogos da competição.

Há tempos a Rússia sonha com a possibilidade de sediar a Eurocopa. A hipótese de receber o torneio continental tem apoio do governo local, mas depende de uma aprovação da Uefa para a candidatura ser concretizada.

Caso o pleito russo siga em frente, o país concorrerá com outros interessados. Reino Unido, Irlanda e Turquia se mostraram como candidatas à edição de 2028, enquanto a Itália se colocou à frente na disputa para 2032. A decisão final, com os países sedes de 2028 e 2032 sairá em 2023.

O comitê executivo da Uefa ainda analisará a situação da Rússia, tanto sobre o banimento nas comeptições internacionais quanto sua candidatura. Espera-se que as reuniões ocorram entre abril e maio. Até lá, os clubes e a seleção russa estão excluídos de todas as competições europeias. No âmbito da Fifa, o país também foi punido e não poderá disputar o Mundial do Catar, que ocorre no fim deste ano.