Mundo

Rússia invade Ucrânia e Putin ameaça quem tentar interferir: ‘Resposta será imediata’

Rússia invade Ucrânia e Putin ameaça quem tentar interferir: ‘Resposta será imediata’

(Photo by Alexey NIKOLSKY / Sputnik / AFP)


Pouco depois do presidente russo, Vladimir Putin, anunciar nesta quinta-feira (24) (23h57 desta quarta, no Brasil) uma operação militar no leste da Ucrânia, explosões foram vistas e ouvidas em Kharkiv e na capital, Kiev. As informações são do g1 com a imprensa internacional.

+ Putin anuncia ‘operação militar especial’ no Leste da Ucrânia
+ Lista da Forbes: conheça as 8 mulheres mais ricas do Brasil e as 10 do mundo
+ ‘Putin escolheu uma guerra que trará perda catastrófica de vidas’, diz Biden

Centros de comando militar foram atacados com mísseis, de acordo com uma fonte do Ministério do Interior à imprensa ucraniana.

Explosão em Kharkiv, na Ucrânia (Crédito:Reprodução/The New York Times)

Putin alertou às forças ucranianas para que deponham suas armas e voltem para casa, segundo as agências de notícias estatais RIA-Novosti e TASS. O presidente russo também ameaçou quem tentar interferir no avanço russo.

“Quem tentar interferir, ou ainda mais, criar ameaças para o nosso país e nosso povo, deve saber que a resposta da Rússia será imediata e levará a consequências como nunca antes experimentado na história”, disse Putin.

+ Previsões de Nostradamus: Asteróide e ‘fim de todo o mundo’

Logo após o anúncio do presidente russo de que faria uma operação militar na Ucrânia, a Casa Branca divulgou um comunicado do presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, condenando a ação.

“O presidente Putin escolheu uma guerra premeditada que trará uma perda catastrófica de vidas e sofrimento humano. A Rússia sozinha é responsável pela morte e destruição que este ataque trará, e os Estados Unidos e seus aliados e parceiros responderão de forma unida e decisiva. O mundo responsabilizará a Rússia”, disse Biden.