Esportes

Rússia, Bélgica e Canadá vencem na abertura das finais da ‘nova’ Copa Davis

Torcedores empolgados e barulhentos acompanhando duelos emocionantes. As antigas tradições foram respeitadas no início de uma nova era na Copa Davis, nesta segunda-feira, em Madri. Quando a fase final do torneio com 18 equipes deu início ao seu novo formato, semelhante ao da Copa do Mundo, por uma semana inteira no complexo de tênis da Caja Mágica, na capital espanhola, os torcedores repetiram o ambiente empolgante do torneio.

Eles exibiram entusiasmo nas quadras que receberam as três séries do dia. E deram trabalho aos juízes, que pediram constantemente ao público que permanecesse em silêncio entre um ponto e outro. Dentro da quadra, Rússia, Bélgica e Canadá abriram vantagem na fase de grupos – são seis chaves com três times cada, com o líder avançando, além dos dois melhores segundos colocados.

Pelo Grupo B, a Rússia venceu a Croácia por 3 a 0. Andrey Rublev aplicou um duplo 6/3 em Borna Gojo, Karen Khachanov superou, de virada, Borna Coric por 6/7, 6/4 e 6/4, e Khachanov e Rublev fizeram 7/6 e 6/4 em Ivan Dodig e Nikola Mektic.

Ao ganhar os jogos de simples, a Bélgica superou a Colômbia por 2 a 1, pelo Grupo D. Steve Darcis bateu Santiago Giraldo por 6/3 e 6/2, e David Goffin triunfou por 3/6, 6/3 e 6/3 diante de Daniel Elahi Galán. Nas duplas, Sander Gillé e Joran Vliegen caíram para Juan Sebastian Cabal e Robert Farah por 6/7, 6/4 e 7/6.

Por seu turno, o Canadá ganhou por 2 a 1 da Itália pelo Grupo F depois que Vasek Pospisil venceu por 7/6 e 7/5 Fabio Fognini, e Denis Shapovalov derrotou Matteo Berrettini em um duelo de três tie-breaks. Nas duplas, os europeus ganharam por 6/2, 3/6 e 6/3.