Geral

RS: Justiça decreta prisão preventiva de madrasta do menino Miguel

Crédito: Polícia Civil do Rio Grande do Sul

Na última quinta-feira (26), a Justiça decretou a prisão preventiva de Bruna Nathiele Porto da Rosa, de 23 anos, madrasta do menino Miguel, de sete anos, que foi morto pela mãe e pela companheira no final de julho, em Imbé, no Rio Grande do Sul. As informações são do UOL.

De acordo com Antônio Carlos Ractz Júnior, delegado responsável pelo caso, o pedido de prisão preventiva da madrasta foi feito na última quarta-feira (25) devido à proximidade do final do prazo da prisão temporária.

A mãe da vítima, Yasmin Vaz dos Santos Rodrigues, de 26 anos, e a madrasta Bruna, foram denunciadas no último dia 17 pelo Ministério Público do Rio Grande do Sul por tortura, homicídio e ocultação de cadáver. As duas confessaram que jogaram o corpo de Miguel no rio Tramandaí. Ele ainda não foi encontrado.

André Tarouco, promotor de Justiça do caso, revelou que, após dias de tortura, intenso sofrimento mental e emocional e várias agressões contra a criança, no dia 29 o “casal rompeu as articulações dos membros inferiores e superiores do corpo da vítima e a colocaram em uma posição semelhante à fetal, dentro de uma mala de viagem”.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio