Esportes

Flamengo bate o Volta Redonda e é campeão da Taça Guanabara

Um vencedor sacramentaria o título da Taça Guanabara, conquistada pelo Rubro-Negro pela 23ª vez em sua história. Triunfo diante de um brioso Voltaço foi por 2 a 1

Flamengo bate o Volta Redonda e é campeão da Taça Guanabara

 

Que se tenham braços fortificados, pois virou rotina. O Flamengo voltou a ter um título para comemorar, desta vez simbólico, mas também vencido sob suor. Neste sábado, o time de Rogério Ceni derrotou o Volta Redonda, então líder, por 2 a 1, pela “final” da Taça Guanabara, conquistada pelo Rubro-Negro pela 23ª vez na história. Os gols pela última rodada antes das semifinais do Carioca foram de Michael, Vitinho e Bruno Barra, pelo lado de um encardido visitante que valorizou a conquista. Foi uma peleja bem disputada no Maracanã.

+ Confira a tabela completa do Campeonato Carioca

UM INÍCIO MOROSO

Com mudanças em todos os setores, já por conta do jogo na Libertadores nesta terça, o Flamengo tardou para engrenar e encontrar espaço entre as linhas do Volta Redonda. Assim, optou pela amplitude – realçada por Ceni na parada técnica – e jogadas individuais com Michael, sobretudo.

A primeira boa chance na partida foi do Voltaço, inclusive. A bola sobrou na entrada da área para Luciano Naninho, após bola rolada por João Carlos, em erro na saída do Fla. Diego Alves salvou, na casa dos 17′.

Fla x VR

Gabi foi um dos titulares desde o início – e atuou junto a Pedro pela primeira vez com Ceni (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo

GOL LÁ, GOL CÁ: EMPATE JUSTO

Aos poucos, o Volta Redonda passou a cansar e afrouxou a marcação por dentro. Foi quando o Fla abriu o placar; e numa jogada improvável: lindo passe de Gustavo Henrique para Michael, que finalizou frente ao Andrey e viu o goleiro aceitar: 1 a 0. Todos os jogadores do banco foram abraçar-lhe.

O placar foi inaugurado aos 45. Mas o Fla, displicente, lento e previsível para atacar, vinha aquém do esperado no rendimento, tanto que, após um erro infantil de Arão no meio, sofreu um gol em decorrência da bola perdida: Bruno Barra fez depois de bate-rebate em mais um gol sofrido via bola aérea pelo time de Rogério Ceni, no último lance do primeiro tempo. O empate era justo pelo cenário.

Fla x VR

Michael abriu o placar (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

A DECISIVA SAPATADA DE VITINHO

O Flamengo voltou mais elétrico e contundente com a bola. Gabigol chegou perto em boa trama pela esquerda: parou em linda defesa do Andrey. Do outro lado, o Volta Redonda não deixou de espetar os mandantes e até causou certo perigo, porém o Rubro-Negro foi quem voltou a ir à rede.

Enfim numa veloz transição ofensiva, Vitinho aproveitou a brecha na entrada da área e enfiou uma sapatada de canhota: golaço na gaveta.

PEDRO E GABIGOL: TESTE PARA A TEMPORADA

Cabe destacar que, pela primeira vez com Ceni, Gabi e Pedro iniciaram uma partida juntos no ataque. No geral, isso já havia ocorrido quatro vezes. Entretanto, diferente das oportunidades anteriores, nenhum dos dois fez gol.
A dupla pouco tramou jogadas perto da área, sendo que Pedro esteve apagado como referência, mas o teste foi válido visando o restante da temporada.

MAIS UMA TAÇA PARA A GÁVEA

Para o Flamengo, não houve mais sustos significativos quanto ao placar. Os goleadores Alef Manga e João Carlos se esforçaram bastante, arriscaram, mas não foram capazes de ver o Fla ficar com o título simbólico. A reta final foi de controle, principalmente quando mais titulares foram acionados.

Maior vencedor, o Flamengo passa a ter 23 conquistas da Taça Guanabara, vencida pelo segundo ano consecutivo – o que não ocorria há 13 anos. Além disso, foi o 12º título do clube desde 2019. Um marco invejável.

Fla x VR

Fla ficou com a Taça Guanabara (Foto: Alexandre Vidal / Flamengo)

PRÓXIMOS COMPROMISSOS

A missão do Flamengo agora é pela Libertadores: terça recebe o Unión La Calera. Pelo Carioca, irá esperar a definição dos jogos de amanhã para saber o seu rival pelas semi, no fim de semana que vem. O Volta Redonda, idem.

FICHA TÉCNICA
FLAMENGO X VOLTA REDONDA – TAÇA GUANABARA
Estádio:
Maracanã, no Rio de Janeiro (RJ)
Data e hora: 24 de abril de 2021, às 19h
Árbitro: Grazianni Maciel Rocha
Assistentes: Rodrigo Henrique Corrêa e Thiago de Oliveira Esposito
Gramado: bom
Cartões amarelos: Bruno Viana, Arrascaeta e Renê (FLA) / Oliveira e Luiz Paulo (VOL)
Cartões vermelhos:

GOLS: Michael, 45’/1ºT (1-0); Bruno Barra, 48’/1ºT (1-1); Vitinho, 17’/2ºT (2-1)

FLAMENGO (Técnico: Rogério Ceni)
Diego Alves, Matheuzinho, Gustavo Henrique, Bruno Viana e Renê; Willian Arão, Gerson (Diego, 27’/2ºT), Vitinho (Arrascaeta, 27’/2ºT) e Michael (Everton Ribeiro, 39’/2ºT); Gabigol (Bruno Henrique, 27’/2ºT) e Pedro (Rodrigo Muniz, 41’/2ºT).

VOLTA REDONDA (Técnico: Neto Colucci)
Andrey; Oliveira, Heitor, Gabriel Pereira e Luiz Paulo; Bruno Barra (Guilherme Eulálio, 43’/2ºT), Emerson Junior (Caio Vitor, 27’/2ºT) e Luciano Naninho (Marcos Bebê, 38’/2ºT); Alef Manga, Hiroshi (Wallisson, 38’/2ºT) e João Carlos (Jô, 43’/2ºT).




Saiba mais
+ Morre a atriz Noemi Gerbelli, a diretora Olívia da novela 'Carrossel', aos 68 anos
+ Modelo brasileiro se casa com nove mulheres e vira notícia internacional
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Receita simples e rápida de asinhas de frango com molho picante
+ Conheça o suco que aumenta a longevidade e reduz o colesterol
+ CNH: veja o que você precisa saber para a solicitação e renovação
+ Vídeo de jacaré surfando em Floripa viraliza na internet
+ Vale-alimentação: entenda o que muda com novas regras para benefício
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Descoberto na Armênia aqueduto mais oriental do Império Romano
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais