Cultura

Roberto Moreira e a atração do gênero

Roberto Moreira conversa com o repórter do carro que o leva para o último dia de filmagem de Terapia do Medo. “Vai ser uma cena debaixo d’água, que vamos filmar numa piscina”, conta o cineasta. Admirador de Os Inocentes, de Jack Clayton, e O Iluminado, de Stanley Kubrick, ele incursiona pelo cinema de gênero, com todos os desafios que isso representa.

“O filme tem muitos efeitos de pós-produção, e quem está fazendo é o Guilherme Ramalho, da Quanta. Tudo é novo, porque a gente não tem tradição nesse tipo de filme, mas é algo que muita gente está fazendo, ou querendo fazer, no Brasil.” A ideia é lançar a produção da Downtown no começo de 2018.

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.