Esportes

Roberto Dinamite relembra a conquista do Brasileiro de 1974, que completa 47 anos neste domingo

Em entrevista à VascoTV, ídolo visitou o Maracanã, palco da decisão, falou sobre a primeira conquista nacional do clube carioca e comentou sobre o time que derrotou o Cruzeiro

Roberto Dinamite relembra a conquista do Brasileiro de 1974, que completa 47 anos neste domingo

Uma das maiores conquistas da história do Vasco completa 47 anos neste domingo. Trata-se do primeiro título do Campeonato Brasileiro da história do clube carioca em 1974 ao derrotar o Cruzeiro por 2 a 1, no Maracanã. Em entrevista à VascoTV, Roberto Dinamite relembrou o feito, citou que foi o seu primeiro momento como titular do Cruz-Maltino, e falou sobre o elenco que ergueu aquele troféu.

+ Confira e simule a tabela da Série B do Campeonato Brasileiro

– 47 anos do primeiro título brasileiro do Vasco. nós vencemos aqui (no Maracanã) o Cruzeiro por 2 a 1. Para mim foi motivo de orgulho, pois foi o meu primeiro Campeonato Brasileiro como titular do Vasco. O Vasco foi campeão e eu fui o artilheiro da competição. E ali começou uma trajetória, eu tinha 19 para 20 anos e me tornava pela primeira vez artilheiro e o clube campeão pela primeira vez do Brasileiro – disse Dinamite em entrevista dentro do Maracanã, e acrescentou:

– Um momento único e muito especial. Com 20 anos, eu era o garoto do time, Meus companheiro em sua grande maioria já estavam com 25 para lá. E isso foi muito importante neste início, pois quando eu comecei a fazer gols nesse campeonato, eu passei a ter uma marcação mais forte, uma chagada mais forte dos adversários. Esses meus companheiros de equipes que eram Andrada, Paulo César, Alfinete, Alcir, Ademir, Zanata, Jorginho Carvoeiro, eu e Luís Carlos, esse era o time. Eles me deram uma força muito legal nesse campeonato – completou.

Vasco - 1974

Comemoração do gol de Jorginho Carvoeiro (Foto: Acervo LANCE!)

A página oficial do Campeonato Brasileiro no Twitter também fez uma postagem relembrando o título do Vasco, que foi o primeiro a conquistar a competição entre os cariocas. Na conquista, Dinamite foi artilheiro com 16 gols e iniciava sua carreira que marcou o coração de cada torcedor vascaíno, com muitos gols e feitos históricos.

Na decisão, o Vasco derrotou o Cruzeiro em um Maracanã lotado (mais de 110 mil pessoas) com a magia do antigo estádio com arquibancada e geral. Ademir abriu o placar no primeiro tempo, mas Nelinho empatou para a Raposa na etapa final. Aos 33, Jorginho Carvoeiro marcou o gol do título e enlouqueceu a torcida vascaína no Maracanã.

– Duas coisas que me marcavam muito eram arquibancada e geral. Era um momento que vocês estava muito mais próximo do torcedor. Era algo que fazia o nosso coração no gol bater a mais de 100. Quando você voltava para o meio seu coração já volta ao normal, batia a 60 e entrava no ritmo de jogo novamente – frisou Roberto.

FICHA DA FINAL:

Vasco da Gama 2×1 Cruzeiro
Data:
01/08/1974
Local: Maracanã
Público: 112.993 pagantes
Árbitro: Armando Marques
Gols: Ademir 14/1ºT (VAS), Nelinho 19/2ºT (CRU) e Jorginho Carvoeiro 33/2ºT (VAS).

Vasco: Andrada, Fidélis, Miguel, Moisés, Alfinete; Alcir, Zanata; Jorginho Carvoeiro, Ademir, Roberto Dinamite e Luís Carlos. Técnico: Mário Travaglini



Cruzeiro: Vítor, Nelinho, Perfumo, Darci Menezes, Vanderley, Piazza, Zé Carlos, Dirceu Lopes, Roberto Batata, Palhinha (Joãozinho) e Eduardo (Baiano). Técnico: Ílton Chaves

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago