Geral

RJ: Traficantes podem estar por trás do desaparecimento de três crianças, diz polícia

Crédito: Divulgação/ FIA

A Polícia Civil investiga a participação de traficantes do Morro do Castelar no desaparecimento de três crianças, em Belford Roxo (RJ), no último dia 27. Os três meninos, Fernando Henrique, de 11 anos, Alexandre, de 10 anos, e Lucas Mateus, de 8 anos, saíram para brincar em um campo de futebol e não voltaram mais para casa. As informações são do jornal Extra.

De acordo com o secretário de Polícia Civil, Allan Turnowski, o envolvimento de traficantes no caso passou a ser investigado após um homem ser torturado pelo tráfico para que confessasse o crime. O suspeito foi entregue à Delegacia de Homicídios da Baixada Fluminense (DHBF), na terça- feira (12), no entanto, as autoridades afirmam que ele “não tem qualquer relação com o caso”.

Também na terça-feira, um ônibus foi queimado a cerca de 200 metros da delegacia. Pouco depois do incêndio ao ônibus, um grupo de moradores se reuniu próximo à delegacia para pedir justiça.

“Após a descoberta de que traficantes sequestraram um homem, amarraram e apresentaram para as famílias dos garotos desaparecidos como sendo o responsável pelo desaparecimento das crianças, assim como o fato de a manifestação de ontem [terça-feira] com um ônibus queimado ter tido incitação de pessoas ligadas ao tráfico de drogas, a Polícia Civil colocou como principal linha de investigação a participação de traficantes no desaparecimento dos meninos”, explicou ao Extra o secretário de Polícia Civil.

Relembre o caso

Os garotos Lucas Matheus, Alexandre da Silva e Fernando Henrique estão desaparecidos há 18 dias. Os três saíram para jogar bola no campo de futebol ao lado do condomínio onde moram, no bairro Castelar, no último dia 27.


+ Grávida do quinto filho, influenciadora morre aos 36 anos
+ Após assassinar a esposa, marido usou cartão da vítima para fazer compras e viajar com amante

De acordo com as famílias, os meninos estavam acostumados a brincar sozinhos e, geralmente, voltavam para casa no início da tarde para almoçar. Naquele domingo, porém, eles não retornaram. As famílias estranharam a demora e começaram a procurar as crianças.

Desde o desaparecimento dos jovens, a família tem recebido informações falsas sobre o paradeiro do trio. Conforme a Polícia Civil, desde o sumiço dos meninos, a delegacia de Belford Roxo ouviu familiares e testemunhas e realizou diligências em pelo menos 30 locais na capital e nos municípios de Belford Roxo, Duque de Caxias e Nova Iguaçu, na Baixada Fluminense, com base em depoimentos e notícias de possíveis regiões onde os jovens teriam sido vistos.

Veja também

+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel