Geral

RJ: Polícia Militar identifica 10 dos 22 mortos em operação na Vila Cruzeiro

RJ: Polícia Militar identifica 10 dos 22 mortos em operação na Vila Cruzeiro

Moradores aguardam por informações sobre parentes no Hospital Getúlio Vargas, no Rio de Janeiro, após operação policial na favela da Vila Cruzeiro, zona norte da cidade

A Polícia Militar já identificou 10 dos 22 mortos na operação conjunta realizada na Vila Cruzeiro na manhã de terça-feira (24). Os nomes foram obtidos pelo UOL com a Polícia Civil, que ainda inclui o nome de dois dos sete feridos na ação.



+ Menino de 6 anos cai do 4º andar de prédio; pai acusa madrasta de jogar a criança
+ ‘Tentou me matar diversas vezes’, diz jovem que teve o rosto tatuado pelo ex-namorado
+ OVNIs: Pentágono revela mais de 1.500 documentos secretos

Os nomes dos mortos foram passados pela assessoria do Hospital Estadual Getúlio Vargas, no bairro da Penha. No local, 21 pessoas morreram, além da moradora Gabrielle Ferreira da Cunha, de 41 anos, que não foi levada para o hospital.

Os 10 identificados são: Geovane Ribeiro dos Anjos, Patrick de Andrade da Silva, Maycon Douglas Alves Ferreira da Silva, Gabrielle Ferreira da Cunha, Carlos Henrique Pacheco da Silva, Leonardo dos Santos Mendonça, Marcelo da Costa Vieira, Sebastão Teixeira dos Santos, Roque de Castro Pinto Júnior e André Luiz Filho.

De acordo com o Ministério Público, a Polícia Militar justificou a operação por conta da movimentação de criminosos da facção Comando Vermelho da Vila Cruzeiro para a Rocinha. A PM afirma que houve aumento de lideranças de outros estados no Rio por conta da decisão do Supremo Tribunal Federal [STF] que limita as operações policiais.

Após a ação, que resultou nas mortes, moradores da Vila Cruzeiro protestaram em frente ao hospital e tentaram interromper a linha do BRT próxima ao local, mas foram barrados por policiais militares.