Geral

RJ: Polícia faz levantamento da vida de casal para esclarecer sumiço em Angra

Crédito: Reprodução

A Polícia Civil do Rio de Janeiro está analisando a vida de Cristiane Nogueira da Silva, de 48 anos, e seu ex-companheiro Leonardo Machado de Andrade, de 50, para encontrar pistas sobre o desaparecimento dos dois. O casal, que estava ensaiando uma reconciliação, viajou para Angra dos Reis (RJ) no último final de semana e desapareceu após sair de barco para ver o pôr do sol no domingo (22). As informações são do jornal Extra.


De acordo com delegado Vilson de Almeida Silva, da 166ª DP (Angra dos Reis), familiares das duas partes estão sendo ouvidos, para contribuir com elementos que possam ajudar a desvendar o caso. Até o momento, a embarcação que o casal usou não foi encontrada.

“Estamos analisando a vida tanto dele (Leonardo) como dela (Cristiane) para tentar entender o que aconteceu. A linha de investigação é o desaparecimento. A gente quer encontrar o barco, mas eu não descarto nenhuma possibilidade”, disse o delegado, que já ouviu quatro pessoas dos dois lados.

Nesta sexta-feira (27), o Corpo de Bombeiros e a Capitania dos Portos devem retomar as buscas pelo casal. “Nossa prioridade é encontrar a embarcação para entender o que está acontecendo nesse desaparecimento”, afirmou ao Extra o delegado Vilson de Almeida Silva.

Relembre o caso

Cristiane e Leonardo desapareceram no último fim de semana em Angra dos Reis (RJ). Os dois, que viveram juntos por dois anos e estavam separados por igual período, estavam tentando se reconciliar e sumiram após saírem de barco para ver o pôr do sol no domingo (22).

De acordo com o filho de Cristiane, Guilherme Brito, o casal estava em uma casa que era alugada por Leonardo, onde ele estava morando. Na última mensagem deixada pela mãe, Guilherme afirma que ela parecia feliz, havia comprado presentes para a família e se despediu com um “até amanhã”, dando a entender que retornaria ao Rio de Janeiro no dia seguinte.

No entanto, desde então, a família não conseguiu mais falar com ela. Na segunda-feira (23), o motorista que havia sido contratado para buscar Cristiane não a encontrou no local combinado.

Conforme os familiares da mulher, Leonardo também está desaparecido. Um marinheiro que trabalha com ele contou aos parentes de Cristiane que Leonardo também tinha perdido contato com o patrão no fim da tarde de domingo.

“O que eu acho mais estranho é que minha mãe nunca ficaria sem se comunicar com a gente. Ela me dá ‘bom dia!’ pelo WhatsApp todas as manhãs. É uma coisa tão frequente que às vezes nem respondo. Ela faz o mesmo com a minha irmã, minha tia e minha avó”, disse Guilherme ao Extra.

O filho de Cristiane afirma ainda que não vê motivos para desconfiar de Leonardo, já que ele também está desaparecido. Ele também refutou a hipótese do casal ter ido para outro lugar para não ser incomodado.