Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

A estudante Vitória Andrade divulgou um vídeo por meio dos stories do seu Instagram, na terça-feira (14), no qual afirmou que foi puxada e retirada de um ônibus no Terminal Rodoviário de Itaipava, em Petrópolis, região serrana do Rio de Janeiro, porque estava sem a máscara de proteção contra a Covid-19. As informações são do UOL.

A passageira informou que não sabia que o uso de máscara tinha voltado a ser obrigatório dentro do transporte público. No começo do mês de junho, o Comitê Científico de Petrópolis retomou essa medida para tentar conter o novo surto do vírus na cidade.

“Estou aqui no terminal de Itaipava, são 7h da manhã, fui entrar no ônibus, não sabia que tinha que colocar a máscara, o fiscal veio falar comigo, primeiro ele me puxou, eu desci e falei com ele, fui lá comprei a máscara e fui falar com ele que não pode puxar os outros, ele me agrediu de novo”, relatou a jovem.

Depois, a jovem divulgou o vídeo que mostra o momento em que o segurança tentou chutá-la e ela correu pedindo socorro.

O prefeito de Petrópolis, Rubens Bomtempo (PSB-RJ), afirmou por meio de nota que repudia qualquer ato de violência, “como o ocorrido na manhã dessa terça-feira (14) envolvendo um colaborador da empresa Transportes Urbanos de Petrópolis (TURP) e uma passageira no Terminal Itaipava”.

“A Prefeitura, por meio da CPTrans, reforçou a necessidade de treinamentos periódicos das empresas de ônibus com seus colaboradores, inclusive no que se refere ao atendimento aos usuários”, acrescentou.

Depois do ocorrido, o funcionário que teria agredido a estudante foi demitido pela TURP por justa causa.