Geral

RJ: Paes chama Light de ‘vagabunda’ após empresa cortar luz de 66 prédios

Crédito: Reprodução/Instagram

O prefeito do Rio de Janeiro, Eduardo Paes (PSD), chamou a Light de “vagabunda” após a empresa cortar a energia de 66 prédios da prefeitura, na quinta-feira (14). De acordo com a distribuidora de energia, o município possui uma dívida de R$ 261 milhões. As informações são do G1.

Entre os locais atingidos pelo corte no fornecimento está o Parque Olímpico, na Barra. Por conta disso, a vacinação drive-thru que ocorria no local foi suspensa pela Secretaria de Saúde.


“A Light é uma empresa vagabunda. Passaram anos aliviando a barra do governo anterior. Agora querem receber na base do lobby e da chantagem. Eles terão as mesmas condições de recebimento de todos os fornecedores que têm crédito conosco! Não adianta nem forçar! Não passarão”, escreveu o prefeito nas redes sociais.

Em nota a TV Globo, antes das manifestações de Eduardo Paes, a Light informou que “os cortes foram feitos apenas em instalações cadastradas como serviços não essenciais”. “Unidades de saúde não foram cortadas”, destacou a empresa.

“A Light ressalta que realizou diversas tentativas de acordo com a prefeitura para regularizar os débitos e notificou o órgão previamente com aviso de corte, como determina a legislação”, diz a nota da empresa.