Geral

RJ: Motorista é acusado de comer lanche gourmet e entregar ‘podrão’ para cliente

Crédito: Reprodução/ Twitter

A dona de um restaurante no Rio de Janeiro está acusando um motorista de aplicativo de comer o lanche que iria entregar para a cliente. Em vez de receber em casa um cachorro-quente gourmet com pão preto, a consumidora recebeu um cachorro-quente com pão de leite e milho, como os que são vendidos pelas ruas da cidade.

“Como um lanche saiu da minha casa e magicamente se transformou num podrão do Ailton? (Galera da PS tá ligada) Sendo que eu nem tenho esses ingredientes na minha casa. Então eu disse ‘Renata, o motorista deve ter comido! Não tem outra explicação. Não tem como!'”, indignou-se uma das donas do Tate’s Artesanal, em uma série de posts no Twitter.

De acordo com Bruna Tate, a cliente é freguesa da casa e está acostumada a fazer pedidos no local. No entanto, ela mora em uma região que não é alcançada pelo sistema de entregas utilizado pela lanchonete e, por isso, ela pediu um carro de aplicativo.

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

Ao solicitar, pelo app, o carro para levar o pedido, a cliente esqueceu de selecionar a opção “entrega” e a plataforma classificou como uma corrida de passageiro. “Até aí tudo bem, caso o motorista se negasse a realizar a entrega ela pediria outro carro”, afirmou Bruna no Twitter.

Conforme o relato de Bruna, o motorista aceitou fazer a entrega. “Ele não se negou a levar, apenas questionou porque não sabia que seria uma entrega, mas tudo bem”, contou. Segundo a dona da lanchonete, a cliente relatou que o motorista fez um caminho diferente e também ficou um tempo considerável parado em algum lugar.

“Chegando no destino ela já estava esperando por ele, que chegou tomando um refrigerante e pediu desculpa pela demora pois havia parado num posto de gasolina. Ela pegou o saco que estava grampeado pagou pela viagem e subiu”, relata Bruna.

+ Polícia aborda ambulância com sirene ligada e descobre 1,5 tonelada de maconha

Quando a cliente abriu o pacote, viu que o pedido estava completamente errado e ligou para lanchonete. Incrédula com a situação, Bruna fez questão de enviar o pedido novamente para cliente.

Divulgação / Tate’s Artesanal

Busca pelo motorista de app

Sem acreditar no que aconteceu, Bruna tentou descobrir quem era o motorista que havia feito a troca do pedido e descobriu que ele é um youtuber, que já viralizou há alguns anos com um vídeo em que fingia terminar o relacionamento para captar a reação da namorada.

Após buscas na internet, a dona da lanchonete localizou o contato do motorista e mandou uma mensagem pra ele pedindo uma justificativa. “Ele já começou a dizer que não era obrigação dele fazer nenhuma entrega e que se ele quisesse nem precisava ter se dado ao trabalho de entregar só porque ele esperava levar um passageiro e não um pacote”, contou Bruna.

A empresária reclamou com o aplicativo 99, que respondeu para ela lamentar a situação. “Zelamos pela experiência e segurança de nossos usuários e sentimos muito pelo ocorrido, seguimos com atendimento somente com o titular da corrida, ficaremos no aguardo do contato para tomarmos todas as medidas. Conte sempre conosco!”, acrescentou num post.

Os perfis nas redes sociais do youtuber identificado como o motorista que comeu o lanche da entrega foram desativados.

Youtuber é acusado pela irmã de agressão

A história contada por Bruna nas redes sociais repercutiu e chegou até o influenciador Felipe Neto, que compartilhou a história no perfil dele. De acordo com Bruna, após a exposição do caso, o motorista chegou a fazer um pedido no restaurante para pagar pelo lanche.

O homem também teria ameaçado processar Bruna, por isso, Felipe Neto afirmou que ajudaria ela neste caso. “Bruna, pode deixar que a parte jurídica a gente cuida pra você”, escreveu Felipe Neto.

No dia seguinte, o motorista youtuber foi alvo de novas acusações. Desta vez, a irmã dele Rebecca Cury o acusou de agressão e ameaça de morte. Também no Twitter, a jovem relatou que tem uma medida protetiva contra o irmão.

De acordo com Rebecca, ela fez um boletim de ocorrência em julho do ano passado e desde então nunca mais viu o irmão. Após a exposição do caso, Felipe Neto também se comprometeu a ajudar a jovem. “Vamos fazer o possível contra o sujeito. Estou completamente enojado”, afirmou o influenciador.

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou
+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea