Geral

RJ: Médico é investigado por tentar subornar policiais

Crédito: Reprodução/TV Globo

Na madrugada de domingo (17), o médico Lucas Magalhães Pombo, de 26 anos, publicou diversos vídeos em seu perfil no Instagram nos quais relatou a tentativa de um suposto suborno para conseguir a liberação de um garoto menor de idade que havia sido detido com drogas. O caso ocorreu no Rio de Janeiro e é investigado pela Polícia Civil. As informações são do G1.

Na primeira publicação, o médico escreveu: “Fui em casa tomar café da manhã, delegado panguando para liberar o moleque. Ofereci R$ 15 mil, o cara não aceitou. Se contenta aí com teu salário de R$ 15 mil”.


Depois de algumas pessoas discordarem da sua atitude, Lucas relatou: “Muitas pessoas vieram criticar, ‘ah porque você ofereceu suborno, mimimi mimimi’. Mermão, o sistema tá errado, tá ligado?”.

Na sequência, ele publicou afirmando que teria aumentado o valor do suposto suborno. “Tudo indica que os moleques vão passar a Páscoa na cadeia por causa de uma pedra de 35 de maconha. Aconteça o que acontecer, eu vou tirar vocês daí. Nem que eu compre essa delegacia. Acabei de oferecer R$ 50 mil pro maluco, no PIX. Continua com a tua ideologia da Polícia Militar do Rio. Morto de fome.”

Lucas ainda pesquisou o valor do salário de um delegado e menosprezou a categoria. “Faço em uma semana o que você ganha no mês, delegadozinho.”

“Aí galera, se vocês acham normal uma pessoa ser presa por causa de 5 gramas de maconha, por causa de 10 gramas de maconha, eu quero que você vá tomar no seu c*, entendeu?”, complementou.

Ameaças

Após divulgar a sua indignação nas redes sociais, o médico afirmou que estava recebendo ameaças de outros policiais e disse que iria processá-los.

“Galera, seguinte, eu tô recebendo ameaça para c****** de policial. Bando de gente falando que vai me pegar de p******, que vai fazer isso, vai fazer aquilo. Só para avisar, quem tiver me ameaçando, estou printando e vou processar todo mundo. O papo tá dado.”

Logo depois, Lucas divulgou mais um vídeo pedindo desculpa e afirmou que tudo não passou de uma brincadeira.

“Eu fiz algumas postagens no instagram completamente fantasiosas. Infelizmente, eu tenho recebido algumas ameaças. Nada passou de uma grande brincadeira, tá? Eu estava revoltado com a vida, eu quis me divertir, tipo, ser um pouco abusado aí, brincar. Mas, eu queria salientar aqui o meu respeito pela Polícia Civil, respeito por todos os profissionais de Segurança Pública, e queria pedir desculpas mais uma vez pela besteira que eu fiz. É isso.”

Mesmo assim, uma delegacia da Barra da Tijuca abriu um inquérito para apurar o caso e Lucas Pombo foi intimado para prestar depoimento,  na segunda-feira (18), para explicar o suposto oferecimento de propina e o seu interesse na liberação do garoto detido.

Prisão do menor de idade

No último fim de semana, um garoto menor de idade foi detido após afirmar que estava levando drogas para um cliente.

Na sequência, ele foi encaminhado para o Departamento Geral de Ações Socioeducativas (Degase).

O G1 tentou contato com o médico Lucas Magalhães Pombo para comentar o caso, mas não obteve sucesso.