Geral

RJ: Cuidadora é agredida, estuprada e mantida em cárcere privado por ex-namorado

Crédito: Reprodução/ redes sociais

Uma cuidadora de idosos e babá, de 37 anos, foi mantida em cárcere privado pelo ex-namorado entre os dias 6 e 8 de março deste ano dentro da casa dela, no Rio de Janeiro. Sem aceitar o fim do relacionamento, que durou dois meses, o homem invadiu a residência da mulher. As informações são do jornal Extra.

De acordo com a vítima, o ex-namorado a agrediu com socos, tapas e a estuprou duas vezes, durante o período em que foi obrigada a permanecer ao lado dele. A babá alega só ter sido libertada pelo ex-namorado para ir trabalhar no dia 8.

Após o trabalho, a vítima resolveu dormir na casa de uma amiga. No dia seguinte, ela retornou para casa e encontrou eletrodomésticos e roupas completamente destruídos. O caso foi registrado na delegacia no último dia 10. Na segunda-feira (15), ela voltou à Delegacia Especializada de Atendimento À Mulher para dar mais detalhes sobre o episódio.

“Quando eu abri a porta de casa, vi cama, fogão, geladeira, televisão, tudo destruído. A cama foi rasgada com uma faca. Ele ainda rasgou com faca todas minhas roupas, inclusive roupas íntimas. Tenho uma grande paixão pelo Flamengo e ele sabia disso. Por isso, também rasgou minhas 33 camisas do clube. Só com as camisas meu prejuízo foi de uns R$ 5 mil. A TV e a geladeira foram comprados ano passado. Só a geladeira custou mais de R$ 2,5 mil. Ele também levou um celular e R$200”, contou a mulher.

Casal se conhecia desde 2019

Conforme a jovem, ela e o ex-namorado se conheceram no Maracanã, durante um jogo do Flamengo, em 2019. O casal começou a namorar em janeiro de 2021. Em meados de fevereiro, ela percebeu o ciúme excessivo do então namorado e rompeu o relacionamento.


+ Atleta de Jiu Jitsu morre aos 30 anos de Covid 15 dias após perder o pai pela doença
+ Após ameaças, soldada da PM denuncia coronel por assédio sexual
+ Mulher morre após ingerir bebida alcoólica e comer 2 ovos



“Lembro que a gente estava em um bar do Rio Comprido. Naquela ocasião, ele chutou uma cadeira com violência e disse que eu estava olhando para uma outra pessoa. Ele foi para minha casa e me empurrou na cama. Decidi romper nosso relacionamento neste mesmo dia”, lembrou a babá.

Após as agressões no início deste mês, a vítima decidiu mudar de endereço. “Tenho medo do que possa acontecer comigo. Não quero nunca mais voltar a encontrar este homem. Tudo que eu quero agora é esquecer o que aconteceu”, afirmou.

Ainda segundo o Extra, no último dia 10, o 5º Juízo de Violência Doméstica expediu uma medida protetiva em favor da cuidadora. Para a delegada Débora Ferreira Rodrigues, da Deam Centro, o caso é grave e o agressor deve ser chamado nos próximos dias para prestar depoimento.

Veja também

+ Tenha também a Istoé no Google Notícias
+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS