Geral

RJ: Atraso de Carlos Bolsonaro dá início a bate-boca virtual na Câmara

Crédito: Reprodução

A sessão desta quinta-feira (15) na Câmara de Vereadores do Rio de Janeiro foi marcada por confusões e bate-bocas virtuais entre os parlamentares. A briga começou após a vice-presidente da Casa Tânia Bastos (Republicanos) interromper os trabalhos por 10 minutos para o vereador Carlos Bolsonaro (Republicanos) descer do gabinete ao plenário e votar. As informações são do jornal Extra.

Após o episódio, teve vereador mandado o outro calar a boca e troca de ofensas como “canalha” e “babaca”. No meio da confusão, o vereador Leonel Brizola (PSOL) ergueu um cartaz com os dizeres “poodle do Bolsonaro”.

Apesar do clima nada amistoso, os vereadores conseguiram aprovar um projeto de Jones Moura (PSD) para garantir o reajuste a servidores públicos durante a pandemia. Carlos Bolsonaro e Leandro Lyra, ambos do Republicanos, foram únicos votos contrários.

Veja também

+ Jovem morre após queda de 50 metros durante prática de Slackline Highline
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel