Esportes

River Plate vai tornar Monumental de Núñez o maior estádio da América do Sul


O River Plate apresentou, nesta segunda-feira, o projeto de remodelação do Monumental de Nuñez, em Buenos Aires. As obras, que custarão cerca de US$ 40 milhões (R$ 211,6 milhões) vão proporcionar 81 mil lugares, tornando o estádio o maior da América do Sul.

O projeto foi enviado pelo presidente Jorge Brito ao Conselho de Administração e à Assembleia de Deputados para analisar os aspectos gerais e particulares e a estrutura de financiamento.

O evento contou com a presença de Jorge Brito (presidente), Stefano Di Carlo (secretário-geral) e Mariano Taratuty (Secretário de Atas e Presidente de Obras e Infraestruturas). Também estiveram presentes Matías Patanian (1º vice-presidente), Ignacio Villarroel (2º vice-presidente), membros do Conselho de Administração, Rodolfo D’Onofrio, Enzo Francescoli, Marcelo Gallardo, Leonardo Ponzio, Norberto Alonso e Ubaldo Fillol.

Brito afirmou que os trabalhos terão início assim que o projeto for aprovado na Assembleia de Representantes dos Parceiros. “É um dia muito importante para todos. Estamos aqui para continuar o legado de Antonio Vespucio Liberti (ex-presidente do clube por 20 ano) e tornar seu sonho ainda maior. Trabalhamos na diretoria anterior há muitos anos e hoje é a hora.”

Por sua vez, Di Carlo comentou que o projeto enviado ao Conselho de Administração envolve duas fontes de financiamento: o naming Rights e a pré-venda dos novos locais que surgem da obra. Entretanto, Taratuty acrescentou que a primeira fase deverá terminar este ano, para que possa ser inaugurada em fevereiro de 2023, enquanto a segunda fase terá prazos semelhantes.

O estádio ganhará uma proximidade com o campo de jogo e melhorias significativas no visual das arquibancadas inferiores. Por outro lado, haverá uma reconfiguração do percentual entre locais cobertos e populares: serão 71% cobertos e 29% populares (57.722 e 23.278, respectivamente).

Além de ter o primeiro e único campo de jogos com tecnologia híbrida com sistemas de ventilação e ar condicionado do país, o Monumental terá novas arquibancadas inferiores, 926 camarotes, restaurante 24 horas e três novos níveis de estacionamento (1.141 carros).