Mundo

Rita Pavone ironiza aparência de jovem ativista sueca

ROMA, 14 MAR (ANSA) – A cantora italiana Rita Pavone virou alvo de críticas nesta quinta-feira (14) por ironizar a aparência física da ativista sueca Greta Thunberg, de 16 anos, que foi indicada ao prêmio Nobel da Paz por causa de sua luta contra as mudanças climáticas e tem síndrome de Asperger.   

“Aquela menina com as trancinhas que luta contra as mudanças climáticas, não sei por que, mas me deixa desconfortável. Parece um personagem de filme de terror”, escreveu a cantora no Twitter. A declaração gerou reações imediatas nas redes sociais, mas também mensagens de apoio.   

“Ela é”, respondeu o senador Alberto Bagnai, da Liga, sobre a comparação com um personagem de filme de terror. Mas a maior parte das réplicas tem um tom crítico contra Pavone. “A inteligência dos outros sempre deixa quem não a tem desconfortável”, escreveu uma usuária.   

“É, eu sei, a inteligência assusta quem não a tem”, reforçou outro internauta. Após a repercussão, a cantora disse à ANSA que cometeu uma “gafe enorme” por não saber que Thunberg sofre de Asperger, transtorno comportamental similar ao autismo.   

“Ninguém nunca havia dito na televisão. Eu me lembrava da garotinha com tranças de um filme e disse que me deixava desconfortável. Nunca diria algo assim e acho horrível quando as pessoas esperam qualquer erro para te criticar”, justificou Pavone, que não apagou o tuíte ofensivo.   

Thunberg lidera um movimento estudantil para exigir dos governos ações contra as mudanças climáticas e inspirou greves convocadas para esta sexta-feira (15) em diversos países do mundo, como a própria Suécia, Índia, Estados Unidos, Itália e Portugal.   

Por conta disso, foi indicada ao Nobel da Paz por três deputados da Noruega – qualquer parlamentar do país pode propor uma nomeação. (ANSA)