Geral

Rio entra em estágio de atenção por causa de chuva forte

A cidade do Rio de Janeiro entrou em estágio de atenção às 11h50 de hoje (11), com a previsão de chuvas fortes e muito fortes, que podem ser acompanhadas de ventos também fortes. Um temporal atingiu o centro da cidade e as zonas oeste e norte no fim da manhã desta segunda-feira e causou transtornos e interdições.

Sirenes de emergência que monitoram o risco de deslizamento foram acionadas em sete comunidades: Rocinha, Santa Marta, Cabritos e Guararapes, na zona sul; Formiga, na zona norte; e Santa Alexandrina e Paula Ramos, no centro. Ao todo, 16 desses alarmes sonoros que monitoram o risco geológico dispararam, e a Defesa Civil Municipal recebeu 16 chamados desde as 10h.

Sete chamados foram por causa de danos à estrutura de imóveis e quatro dizem respeito a deslizamento de encostas. Engenheiros e técnicos do órgão já atendem aos principais chamados, e não há registro de vítimas.

A chuva fez com que o Aeroporto Santos Dumont chegasse a ser fechado para pousos e decolagens. A Linha 2 do VLT (veículo leve sobre trilhos), que vai da Central do Brasil à Praça XV, teve a circulação interrompida por conta de alagamentos ao longo da via.

Bolsões de água se formaram em ao menos quatro vias do centro, incluindo as avenidas Presidente Vargas e Passos. Na zona sul, os bairros de Botafogo, Jardim Botânico, Lagoa e Laranjeiras estão entre os que registraram bolsões.

A chuva forte na zona oeste interditou o Mergulhão Y da Barra e gerou acúmulo de água em dois pontos da Avenida Ayrton Senna e também na Avenida Armando Lombardi, duas das mais movimentadas vias da região.

Também foram registradas quedas de árvore na Tijuca, em Jacarepaguá e no centro. Na Lapa, uma árvore fechou a Avenida Gomes Freire e causou transtornos à região, que concentra muitas empresas e tem grande movimento no horário de almoço.