Geral

Ricardo Salles reabre Parque Nacional da Tijuca exaltando Bolsonaro

Com um discurso em que exaltou por diversas vezes o presidente Jair Bolsonaro, o ministro do Meio Ambiente, Ricardo Salles, reabriu oficialmente o Parque Nacional da Tijuca, no Rio, na manhã deste sábado, 15. A cerimônia ocorreu com uma celebração aos pés do Cristo Redentor. Durante sua fala, o titular do Meio Ambiente destacou mais os feitos econômicos do governo do que o da sua própria área.

+ SP deve receber cinco milhões de doses de vacina chinesa em outubro, diz Doria

“(Esta cerimônia) simboliza a reabertura do Brasil ao turismo, ao desenvolvimento, ao cuidado ambiental, a toda preocupação social que o presidente tem tido desde o início”, declarou Salles, em evento restrito a convidados e autoridades.

“Não foi por outra razão que o presidente logo no início se preocupou em colocar o ministério da Economia e todas as estruturas do governo federal para elaborar uma ajuda à população brasileira que certamente passaria, e vem passando, por grandes dificuldades”, continuou.

Na sequência, em entrevista coletiva, Salles afirmou que “essa política de fechamento total trouxe consequências muito danosas para o nosso País”, mas ressaltou que “o importante é olhar pra frente”.

Regras

Antes da cerimônia de reabertura do Parque Nacional da Tijuca, a assessoria do Ministério do Meio Ambiente distribuiu um texto em que, entre outras coisas, apresentava as regras necessárias para visitar o parque em meio a este período de pandemia. Mas elas não foram cumpridas integralmente nem mesmo pelo ministro titular da pasta.

O texto diz que ‘é obrigatório o uso de máscara de proteção facial (ainda que artesanal) durante todo o período que estiver no interior do Parque’, mas Ricardo Salles fez seu discurso sem o uso da proteção. Ele permaneceu sem a máscara depois disso e durante a entrevista coletiva realizada ao fim do evento, quando estava rodeado de autoridades e convidados. Salles, contudo, colocou a proteção quando cortou a fita que representava a reabertura do parque. O texto distribuído pelo ministério também alerta para o ‘respeito ao distanciamento mínimo de 2 metros, de modo a evitar aglomerações’, o que também não foi observado durante toda a cerimônia.

O Cristo Redentor e outros pontos turísticos do Rio, como o Bondinho do Pão de Açúcar, a Rio Star (Roda Gigante) e o AquaRio reabrem conjuntamente na tarde deste sábado. Com quantidade limitada de acesso a visitantes, os locais terão descontos para moradores do Rio pelo menos até o fim do ano.

Veja também

+ Após foto “com volume” ser derrubada no Instagram, Zé Neto republica imagem usando bermuda

+ Jovem é suspeita de matar namorado com agulha de narguilé durante briga por pastel

+ Baleia jubarte consegue escapar de rio cheio de crocodilos na Austrália

+ MasterChef: mesmo desempregado, campeão decide doar prêmio

+ Morre mãe de Toni Garrido: “Descanse, minha rainha Tereza”

+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago

+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês

+ Arqueólogo leva 36 anos para montar maquete precisa da Roma Antiga

+ Senado aprova alterações no Código de Trânsito Brasileiro

+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões

+ O que é pior para o seu corpo: açúcar ou sal?

+As 10 picapes diesel mais econômicas do Brasil

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?

+ Educar é mais importante do que colecionar

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea