Esportes

Revelado pelo Corinthians e ex-Figueirense, zagueiro Marquinhos Silva se aposenta

Revelado pelo Corinthians e com passagem importante por Avaí e Figueirense, o zagueiro Marquinhos Silva anunciou, em nota nas redes sociais, que “pendurou as chuteiras”, colocando um ponto final à carreira de mais de 20 anos como atleta profissional.

Hoje com 37 anos, Marquinhos começou no futebol nas categorias de base do Corinthians, e logo ganhou notoriedade ao conquistar o Mundial Sub-17 de 1999 com a seleção brasileira. Foi alçado à equipe principal alvinegra em 2000, mas jamais conseguiu se firmar até sair para o Atlético Mineiro, em 2005.

No período, integrou o elenco corintiano que conquistou o Paulistão de 2003 e viria a ser campeão brasileiro de 2005. A ida para Belo Horizonte, aliás, se deu após se envolver em uma briga com troca de socos, em treinamento no Parque São Jorge, com o atacante argentino Carlito Tévez.

Já em 2006, retornou ao Corinthians, onde permaneceu até o começo da temporada seguinte, acertando com o Náutico. Passou quatro anos na Turquia, vestindo as cores de Istanbul Basaksehir e Caykur Rizespor, até voltar ao Brasil e rodar por clubes do interior de São Paulo, casos de Botafogo, Guaratinguetá e Comercial.

A reta final de carreira foi construída em Santa Catarina. Afinal de contas, defendeu o Figueirense entre 2014 e 2017, conquistando o bicampeonato estadual em 2014 e 2015, e representou o Avaí em 2018 e 2019, ano em que voltou a ser campeão catarinense. No começo deste ano, foi anunciado pelo Tubarão, mas saiu sem entrar em campo por questões particulares.

“Hoje venho aqui informar que estou encerrando minha carreira como atleta profissional foram 20 anos de muitas alegrias ,tristezas, aprendizados e a certeza que quando eu tinha 7 anos meus pais me colocaram em um campeonato de futebol ali estava escrito que meu destino era ser um atleta profissional”, afirmou, em nota oficial.