Economia

Responsabilidade fiscal levou Casa Verde Amarela a juros menores, diz ministro

O ministro do Desenvolvimento Regional, Rogério Marinho, afirmou nesta terça-feira, 25, que a “responsabilidade fiscal” do governo Bolsonaro permitiu que o Casa Verde Amarela tenha a menor taxa de juros da história em programa habitacional. “O capital especulativo está fugindo do Brasil. Que bom, que vá embora. Nos interessa o capital para investir em projetos de médio e longo prazo, que gerem empregos, renda”, afirmou Marinho na cerimônia.

O Planalto lançou o programa que irá substituir o Minha Casa Minha Vida sem a presença do ministro da Economia, Paulo Guedes. Participaram do evento outros dez ministros, como da Infraestrutura, Tarcísio de Freitas, da Educação, Milton Ribeiro, da Cidadania, Onyx Lorenzoni, e das Comunicações, Fábio Faria.

No discurso, Marinho atribuiu ao presidente Jair Bolsonaro o pedido para que o novo programa tivesse um “olhar especial” para o Norte e Nordeste.

Bolsonaro tem focado seus esforços nessas regiões, já mirando o pleito de 2022. A reformulação do substituto do Minha Casa Minha Vida é discutida desde o ano passado, justamente diante do desejo do governo Bolsonaro de alavancar uma marca própria em políticas sociais.

O MCMV, que existe desde 2009, foi criado no governo Lula.

O novo desenho conta com taxas de juros que vão de 4,25% a 4,5% ao ano. O Norte e Nordeste serão contempladas com a redução nas taxas em até 0,5 ponto porcentual para famílias com renda de até R$ 2 mil mensais, e 0,25 ponto para quem ganha entre R$ 2 mil e R$ 2,6 mil. Nessas localidades, os juros poderão chegar a 4,25% ao ano para cotistas do FGTS e, nas demais regiões, a 4,5%.

“Nós teremos tratamento diferenciado para as regiões que historicamente têm condição menor em relação aos seus índices de desenvolvimento humano, que são Norte e Nordeste, cumprindo a determinação do presidente de termos um olhar especial para essas regiões”, disse Marinho.

Veja também

+ Cantora MC Venenosa morre aos 32 anos e família pede ajuda para realizar velório
+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Idoso morre após dormir ao volante e capotar veículo em Douradoquara; neto ficou ferido
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel