Ediçao Da Semana

Nº 2742 - 12/08/22 Leia mais

Depois de meses de marasmo na Bolsa, a privatização da Eletrobras chega para movimentar o mercado financeiro, com a venda de ações que deve trazer o maior movimento de pessoas físicas para a Bolsa brasileira em muitos anos.

A oferta, que vai resultar na privatização da estatal de energia, representa a primeira oportunidade, em duas décadas, para o brasileiro usar recursos do Fundo de Garantia do Tempo de Serviço (FGTS) para investir em renda variável. Para poder participar, é necessário fazer a reserva das ações de hoje até o próximo dia 8.

Desde a privatização da Vale e uma operação da Petrobras, ambas há mais de 20 anos, a pessoa física não tinha oportunidade de tentar aplicar o Fundo em uma opção potencialmente mais rentável. Hoje, o Fundo rende 3% ao ano mais a TR (Taxa Referencial), em um cenário em que a inflação está acima dos 10% ao ano. É bom lembrar, porém, que toda a aplicação em Bolsa embute risco, pois está sujeita à variação do mercado, que pode ser positiva ou negativa.

No total, a megavenda de papéis da Eletrobras tem o potencial de movimentar mais de R$ 35 bilhões, sendo que o dinheiro do FGTS poderá contribuir com até R$ 6 bilhões desse montante.

O QUE É PRECISO SABER PARA COMPRAR AÇÕES DA ELETROBRAS COM O FGTS

Qual é o período de reserva das ações da Eletrobras?

O período de reserva estabelecido para a compra de ações da Eletrobras com o FGTS vai do dia 3 ao dia 8 de junho. O prospecto da oferta da Eletrobras define que no máximo R$ 6 bilhões vindos do FGTS poderão ser usados na oferta – no entanto, bancos que assessoram a transação acreditam que o valor deva ficar em cerca de R$ 5 bilhões.

Como faço para investir em Eletrobras com o FGTS?

Cada banco e corretora tem uma página específica de cadastro, que é obrigatório para quem pretende usar o dinheiro do Fundo para comprar ações da Eletrobras. No aplicativo para celular do FGTS, o trabalhador pode escolher uma instituição financeira para gerir o investimento.

Há limite para uso do recurso do Fundo?

Sim, cada trabalhador poderá usar até 50% do saldo atual no FGTS.

Qual é o tempo mínimo do investimento? Como posso fazer o resgate?

O investimento tem período mínimo de 12 meses, ou seja, quem comprar ações da Eletrobras com o FGTS precisará esperar um ano para vendê-las. É importante salientar que, mesmo após esse prazo, o dinheiro não poderá ser transferido para a conta do trabalhador. O saldo resultante do investimento voltará para a conta do FGTS, estando sujeito às regras tradicionais, como o saque em caso de demissão e para uso em financiamento de imóveis – ou ainda em saques extraordinários permitidos pelo governo federal.

Qual é o risco do investimento?

A rentabilidade das ações, que serão compradas por fundos chamados de Fundos Mútuos de Privatização ligados ao FGTS (FMP-FGTS), está sujeita à valorização dos papéis da Eletrobras no mercado. Ou seja, não é um investimento de renda fixa, como é o caso do FGTS, que rende 3% ao ano + TR, patamar que hoje está muito abaixo do índice da inflação. Trata-se de uma aplicação de renda variável, algo que embute riscos. Com isso, quem decidir vender o fundo quando as ações estiverem em baixa pode perder dinheiro com a aplicação. No entanto, na visão de analistas, o potencial de valorização dos papéis da empresa é mais alto do que a rentabilidade fixa do FGTS – desde que a venda seja efetuada em um período de alta no preço das ações da companhia. Analistas salientam, portanto, que o investidor precisa entender que há riscos com a compra das ações e que, dessa forma, os ganhos não são garantidos.

Qual o preço de cada ação na oferta?

O preço de cada ação na oferta será definido apenas na próxima quinta-feira, dia 9 de junho. A ação da estatal está cotada atualmente em cerca de R$ 42 na Bolsa brasileira. Isso não significa, no entanto, que o papel será vendido a esse valor. O preço é definido após negociações das quais participam a empresa, bancos e investidores institucionais, que são os fundos de investimento. Isso significa que a pessoa física fica de fora desse processo de discussão de preço.

Quem não possui dinheiro na conta do Fundo de Garantia também pode participar?

Pode. O investidor pessoa física que não possui recursos no Fundo de Garantia também poderá comprar ações. A expectativa é de que essa fatia atinja cerca de R$ 3 bilhões do total da oferta, ou 10%.

Qual é o limite para investimento em Eletrobras como pessoa física?

Os investidores (pessoas físicas) que comprarem ações diretamente, ou seja, sem usar recursos oriundos do FGTS, terão valor mínimo de R$ 1 mil, com teto de R$ 1 milhão.

Já houve ofertas de ações similares a essa, em que o uso do FGTS foi liberado?

Sim. No passado pessoas físicas puderam utilizar recursos do Fundo de Garantia para comprar ações da Vale e da Petrobrás.

Por que essa oferta está sendo feita?

A oferta culminará na privatização da Eletrobras, hoje uma estatal. Com essa operação, a União terá sua fatia reduzida para menos de 50% do total das ações. Se todas as ações forem vendidas, a participação do governo e do BNDES na empresa do setor elétrico cairá dos atuais 60% para cerca de 33%, considerando o capital total da empresa (consolidado das ações).

As informações são do jornal O Estado de S. Paulo.