ISTOÉ Gente

Repórter se emociona ao entrevistar vítima de enchente em São Paulo

Crédito: Reprodução/ TV Globo

Repórter emocionado (Crédito: Reprodução/ TV Globo)

As fortes chuvas que atingiram a capital paulista deixaram diversas áreas da cidade alagadas. Rafael Ihara, repórter do Bom Dia SP da Globo, foi até a casa de uma das vítimas que perdeu quase tudo com as enchentes. Ele se emocionou com o relato de Luiz, que perdeu os móveis, o carro e os equipamentos que utilizava para trabalhar.

“Fui de cara na escada”, relembra Fernanda Vasconcellos sobre tombo em premiação

Sobrinha de Paolla Oliveira surpreende pela semelhança com a tia

“As filmagens com as quais eu trabalho não vou poder mais fazer. Nem falar com a equipe eu posso, porque os dois celulares que eu tenho estão debaixo d’água”, disse Luiz. “Eu precisei tomar um calmante, porque começou a me dar tremedeira aqui”, completou. Rafael, ao final da transmissão, agradeceu. “Muito obrigado por abrir a sua casa, sei que é muito difícil para você. A gente deseja muita força a você e à sua mãe”, disse.

Ao final, o repórter olhou para a câmera com tristeza, suspirou, e deu piscadas longas. A expressão era difícil de ver por baixo da máscara de proteção, mas ele pareceu ficar muito chateado com a situação de Luiz, que mora na zona norte de São Paulo, cuja casa ficou imersa em dois metros de água do lado de dentro.

Veja também

+ Homem salva cachorro da boca de crocodilo na Flórida
+ Conheça o phloeodes diabolicus "o besouro indestrutível"
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Mulher finge ser agente do FBI para conseguir comida grátis e vai presa
+ MasterChef: Fogaça compara prato com comida de cachorro
+ Cirurgia íntima: quanto custa e como funciona
+ Zona Azul digital em SP muda dia 16; veja como fica
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel