ISTOÉ Gente

Repórter da Globo sofre homofobia após se declarar para o marido

Crédito: Reprodução/Instagram

Erick Rianelli usou seu Instagram para pedir boicote a uma rede de lanchonetes de Brasília após um empresário fazer comentários homofóbicos. O repórter da Globo no Rio de Janeiro se declarou para o marido, Pedro Figueiredo, no Dia dos Namorados do ano passado.

“Recebi alguns relatos sobre um empresário de Brasília que reagiu com homofobia a um vídeo em que eu declarei amor ao meu marido. Agradeço por todas as mensagens de apoio! Sobre o empresário… Acho que nenhum LGBTQ+ do Distrito Federal vai comer mais nas lojas dele”, escreveu Rianelli em seu perfil no Twitter.

O vídeo viralizou nesta semana em um grupo de empresários de Brasília, do qual Alexandr Geleia, dono da rede, participa. Ele se incomodou com o vídeo.

“Falo o que penso e o que eu acho. Se ficou incomodado, me desculpe, garoto. Só acho que não precisa e não é necessário passar em TV aberta, em jornal esse tipo de coisa. É a minha opinião e não vou mudar por ser uma figura pública”, disse Geleia em um dos áudios.

O problema é que a conversa do grupo vazou nas redes sociais e chegou até o conhecimento do jornalista da Globo –que, por sua vez, usou seu poder de alcance para incentivar todos os LGBTQ+ a não consumirem produtos da rede de lanchonetes de Alexandre Geleia.

 

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago