Esportes

Renato condena provocação dos jogadores do Inter: ‘Não têm moral para tirar onda’

Renato Gaúcho não engoliu a derrota no clássico contra o Internacional, por 1 a 0, neste domingo, no Beira-Rio, pelo Campeonato Brasileiro. Segundo o treinador, os jogadores do adversário iniciaram confusão no túnel para o vestiário. Ele ainda disparou contra a equipe rival e aproveitou para apimentar ainda mais o Gre-Nal.

“Eles não têm moral nenhuma para tirar onda. Ainda mais por algo que aconteceu seis meses atrás. Nosso grupo está acostumado a ganhar, e sabe perder, mas não vamos deixar ninguém tirar onda para cima da gente. A provocação veio do outro lado e reagimos. Na hora da confusão pode ter certeza que meu grupo vai estar presente”, disse.

Apesar de toda a confusão, Renato Gaúcho não deixou barato. O treinador aproveitou para alfinetar o rival, assim como fez no jogo de ida, quando afirmou que o Internacional havia feito uma partida de time de segunda divisão, algo que esteve entalado na garganta dos rivais até este domingo.

“Foi um jogo muito disputado. O Grêmio poderia ter saído vitorioso. Mas eu entendo a euforia. Estão fazendo uma boa campanha no Brasileirão e é muito para eles. Sabemos ganhar, assim como sabemos perder. Mas repito: onda da gente ninguém vai tirar”, completou o treinador.

Após muitos anos, Grêmio e Inter fizeram um confronto pela parte de cima da tabela de classificação. O resultado levou o time colorado para a liderança, com 49 pontos, contra 41 da equipe de Renato Gaúcho, que segue na zona de classificação para a Libertadores. Fora da Copa do Brasil, o Grêmio volta a campo apenas no próximo sábado, quando enfrenta o Paraná, às 16 horas, no seu estádio, pela 25ª rodada do Brasileirão.