O relatório “Tendências em Cibersegurança 2023″, da Security Ecosystem Knowledge (SEK), revela que o Brasil foi o país da América Latina mais afetado por ataques cibernéticos em 2022, com 42% dos casos.

Em todo o mundo, as violações de segurança cibernética ultrapassaram 12 mil no ano passado – aumento de 38% em comparação com 2021. A América Latina representa 10% do total global, com 180 casos registrados.

Depois do Brasil, aparecem no ranking de ataques cibernéticos o México e Argentina com 14% dos casos, e Colômbia com 10%.


Siga a IstoÉ no Google News e receba alertas sobre as principais notícias