Economia

Relator exclui abertura para contribuição extraordinária de servidores estaduais

Após pedido dos líderes partidários, o relator da reforma da Previdência, Samuel Moreira (PSDB-SP), excluiu nesta quarta-feira, 3, do texto a possibilidade de Estados e municípios cobrarem contribuições extraordinárias de seus servidores.

A possibilidade dos entes aprovarem leis próprias com essas cobranças contava no voto complementar de ontem.

Veja também

+ Humvee está à venda pronto para as ruas (ou para a guerra)
+ Kawasaki Vulcan pode ganhar motor turbo da Ninja H2
+ Lordstown Motors lança picape elétrica Endurance nos EUA
+ Gracyanne Barbosa dança muito e encanta com rebolado
+ Honda lança concurso de customização da CB650R
+ A parceira de Elon Musk, Grimes está vendendo sua alma por US $ 10 milhões

“Foi restabelecida, apenas para a União, por meio de alterações no art. 149 da Constituição Federal, a possibilidade de cobrança de contribuições extraordinárias inserida no texto original da PEC e suprimida na versão anterior do substitutivo”, afirmou o relator, no novo texto publicado na noite desta quarta no site da Câmara.