Saúde da mulher

Aprenda a reduzir a ansiedade com essas 9 práticas de ‘mindfulness’

Crédito: Pexels

Reduzir a ansiedade pode ser um desafio para quem convive com ela e sofre com seus impactos no corpo. Felizmente, é possível controlar seus sintomas e manter a saúde mental com práticas simples de mindfulness.

+ ‘Mindfulness’ também pode ser benéfico para crianças; saiba como praticar


+ 10 alimentos que podem aumentar os sintomas de ansiedade

A prática de mindfulness — ou atenção plena — é sobre prestar atenção à vida diária e às coisas pelas quais normalmente você se apressa. Trata-se de diminuir o volume em sua mente por meio da atenção ao corpo.

Isso não inclui, entretanto, apenas posições difíceis de ioga e horas de silêncio — você provavelmente já tem todas as ferramentas necessárias para praticar a atenção plena. Saiba como colocá-las em prática com informações do “Healthline”.

9 formas naturais de reduzir a ansiedade

Estabeleça sua intenção

Estabelecer sua intenção ao acordar ou antes de realizar atividades importantes pode ajudá-la a se concentrar e lembrá-la por que está fazendo algo. Se algo lhe causa ansiedade — como fazer um grande discurso no trabalho — defina uma intenção para isso.

Nesse sentido, você pode estabelecer a intenção de cuidar do seu corpo antes de ir para a academia ou de tratá-lo com gentileza antes de comer.

Faça meditação guiada

A meditação pode ser descomplicada: basta encontrar um espaço calmo e abrir seu aplicativo preferido. Os aplicativos são uma ótima forma de exercitar a prática sem se comprometer com uma aula cara ou tomar muito tempo do seu dia. 

Desenhe ou pinte

Reserve alguns minutos para rabiscar uma folha de papel. Você fará com que a criatividade flua e deixará sua mente fazer uma pausa. Você também pode investir em um livro de colorir, com a vantagem de não ter que encarar uma página em branco.

Saia para uma caminhada

Estar ao ar livre faz maravilhas para a reduzir a ansiedade. Preste atenção aos sons ao seu redor, à sensação do vento contra sua pele e aos cheiros que você sente. Esqueça-se de seu aparelho celular e faça o seu melhor para ficar no momento, concentrando-se em seus sentidos e no ambiente. 

Deseje felicidade às outras pessoas

Essa é a recomendação do autor e oito vezes indicado ao Prêmio Nobel da Paz Chade-Meng Tan. Ao longo do dia, deseje aleatoriamente que alguém seja feliz. Em 10 segundos, imagine e defina a energia positiva, sem dizer à pessoa, caso você não queira.

Foque em uma coisa de cada vez

Para transformar sua lista de afazeres — o que pode ser uma causa de sua ansiedade — em uma prática de mindfulness, você pode definir um cronômetro para alguns minutos e dar a uma única tarefa sua atenção total.

Sem checar seu telefone, sem clicar em notificações, sem navegar online – absolutamente sem fazer mais de uma coisa de cada vez. Deixe essa tarefa ocupar o centro do palco até o cronômetro disparar.

Deixe o telefone de lado

Você realmente precisa levar seu telefone com você quando muda de cômodo ou senta para comer? Em vez de se preocupar com isso, sente-se e respire antes de começar a comer ou tire um momento para refletir no banheiro. Seu telefone ainda estará lá quando você terminar.

+ Desligar o celular por uma hora pode beneficiar sua saúde; entenda

Tenha um diário

Não existe uma maneira certa ou errada de fazer um diário. Você pode somente rabiscar seus pensamentos em um pedaço de papel, e isso te ajudará a acalmar a mente e domar o turbilhão de pensamentos. Tente, também, ter um diário de gratidão e anotar as coisas pelas quais você é grata naquele dia.

Faça log out das redes sociais

Embora as redes sociais tenham suas utilidades, elas também podem contribuir para sua ansiedade e interromper sua produtividade. Você ficará surpresa com a frequência com que verifica suas contas de mídia social sem pensar.

Por isso, faça log out. Ser forçada a digitar uma senha toda vez que se sentir tentada a verificar seu feed de notícias pode fazer com que você desista da atividade na maioria das vezes. E quando você realmente quiser verificar as redes sociais, defina um limite de tempo ou uma intenção. Dessa forma, você não vai acabar se sentindo atrasada em seu trabalho ou culpada por passar 20 minutos olhando para o cachorro de um estranho.