Tecnologia & Meio ambiente

Recorde de casos de covid-19 em Tóquio, restrições ampliadas no país

Recorde de casos de covid-19 em Tóquio, restrições ampliadas no país

Moradores de Tóquio de máscara em um momento de aumento de casos de covid-19 - AFP


Tóquio registrou, nesta quinta-feira (5), um recorde de casos de covid-19 com mais de 5.000 novas infecções diárias e o governo deve estender as restrições a oito departamentos japoneses adicionais, três dias antes do fim dos Jogos Olímpicos.

A capital do país registrou hoje 5.042 novos casos de coronavírus, menos de uma semana depois de ter superado pela primeira vez a marca dos 4.000 casos diários.

Devido à propagação da variante delta, mais contagiosa, o número de novas infecções também alcança recordes na escala nacional, superando os 14.000 pela primeira vez na quarta-feira.

“As infecções se propagam a um ritmo que nunca vimos antes”, afirmou nesta quinta-feira (5) o primeiro-ministro Yoshihide Suga, após uma reunião de seu governo sobre a crise sanitária.

“Com o rápido aumento dos casos, o número de pacientes em condições graves (que estava contido até o momento) está aumentando”, alertou Suga.

Até o momento, o Japão registrou cerca de 15.000 mortes desde o surgimento do coronavírus em seu território (em relação a uma população nacional de 126 milhões de habitantes) e não aplicou confinamentos rígidos.

Além disso, a vacinação anticovid-19 no país começou lentamente e atualmente menos de um terço dos japoneses está totalmente imunizado.

Seis departamentos, entre eles os de Tóquio e Osaka (oeste), estão atualmente sob estado de emergência até 31 de agosto, um dispositivo que permite ao governo pedir a bares e restaurantes que fechem mais cedo e que não sirvam álcool, medidas que nem sempre são cumpridas.

Outros departamentos do arquipélago aplicam um “estado quase de emergência” e o governo decidiu, nesta quinta-feira, incluir outros oito setores neste dispositivo.

Até o momento, os organizadores registraram 353 casos de covid-19 entre as dezenas de milhares de pessoas envolvidas nos Jogos Olímpicos (atletas, profissionais, voluntários, oficiais e jornalistas) desde 1º de julho.

Apesar dos temores da opinião pública japonesa, os organizadores dos Jogos Olímpicos afirmam que o evento não contribuiu para agravar a situação sanitária no país.

Veja também
+Deolane Bezerra, viúva de MC Kevin, revela que fez cirurgia na vagina
+ Vídeos mostram pessoas preparando saladas com Cheetos no TikTok
+ Mulher e filho de Schumacher falam sobre saúde do ex-piloto
+ Carvão “gourmet” que não suja as mãos vira meme nas rede sociais; ouça
+ Mãe encontra filho de 2 anos morto com bilhete ao lado ao chegar em casa
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago