Geral

Recém-nascida tem o rosto cortado durante cesárea de emergência

Crédito: Reprodução/GoFundMe/Tashaira Williams

Recém-nascida tem o rosto cortado durante cesárea de emergência (Crédito: Reprodução/GoFundMe/Tashaira Williams)


No dia 15 de junho, a recém-nascida Kyanni teve o lado esquerdo do seu rosto cortado durante uma cesárea de emergência, realizada em um hospital de Denver, nos Estados Unidos. Segundo os familiares da bebê, a pequena precisou receber 13 pontos na face.

Laudo pode indicar erro médico no caso de Liliane Amorim

Autópsia do corpo de Maradona aumenta as evidências de erro médico

Simone revela ter feito cesárea e diz ter sentido muitas dores no pós-parto

Reazjhana Williams, mãe de Kyanni, afirmou que planejava ter um parto normal. “Eles me deram uma pílula para acelerar meu parto e alguns minutos depois eu estava sendo levada às pressas para uma cesariana de emergência”, disse ela, em entrevista à emissora local KRON 4.

“Eles disseram que nosso bebê fez um movimento repentino e que não podiam ouvir seu batimento cardíaco. Então, levaram Reazjhana para uma cesariana”, contou Damarqus Williams, pai da menina.

Após o parto, Kyanni estava com um grande corte na bochecha. “Disseram que o rosto dela estava próximo à parede da placenta”, falou Damarqus. “Além do fato de que o rosto do bebê foi cortado, há um monte de coisas que não estou entendendo sobre a cesariana de emergência”, comentou Reazjhana. “E eu nunca ouvi falar de ninguém que tivesse que lidar com o rosto do bebê assim depois do parto”, afirmou a mãe.

“Eu já fiz mais de 2.500 partos e é a primeira vez que vejo isso”, revelou Lisa Merck, enfermeira de prática avançada, para a FOX21. “Essa é uma das coisas que podem acontecer, mas é muito, muito raro”, pontuou.

“Eu não acho isso certo. Eles têm que ser responsabilizados pelo que fizeram”, disse Tashaira Williams, avó da recém-nascida. “Ver sua neta recém-nascida indo direto para o cirurgião plástico para receber pontos é devastador, é de partir o coração”, lamentou o avô, Walter Williams.

Através de um comunicado, o centro médico reconheceu o problema e afirmou estar solucionando junto com a família: “Denver Health está em contato direto com a família. Embora esta seja uma complicação médica conhecida em cesarianas de emergência, nosso foco é sempre fornecer cuidados no melhor interesse da mãe e do filho. Na Denver Health, a segurança e o bem-estar de nossos pacientes são nossa prioridade número um”.