Economia

Receita esclarece que medida para exportador de cigarros foi ação do Congresso

A Receita Federal informou nesta quinta-feira, 31, que partiu do Congresso a iniciativa de permitir às empresas de tabaco produzir maços com menos de 20 cigarros exclusivamente para exportação. A mudança foi incluída pelos parlamentares no projeto de lei da reoneração da folha de pagamento. A Receita não se opôs a essa demanda empresarial e a medida não foi vetada pelo presidente Michel Temer.

Um trecho da nova lei retira a exigência de 20 unidades no maço de cigarro para exportação. Agora, empresas brasileiras poderão produzir carteiras menores, de 10 unidades, por exemplo, para vender no exterior.

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que a medida “dará mais competitividade” às empresas instaladas em solo brasileiro. Na Europa, é comum a venda de maços menores, com 10 unidades. Rachid nota, contudo, que no Brasil segue proibida a venda de maços ou carteiras com número de cigarros diferentes de 20 unidades.

Veja também

+ Caixa libera FGTS emergencial para nascidos em julho nesta segunda-feira (10)

+ A Fazenda: influenciadora digital Marina Ferrari é confirma na lista de participantes

+ Filhos de Luciano Huck esquecem o texto em homenagem ao pai

+ Avaliação: Chevrolet S10 2021 evoluiu mais do que parece

+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea

+ Grosseria de jurados do MasterChef Brasil é alvo de críticas

+ Carol Nakamura anuncia terceira prótese: ‘Senti falta de seios maiores’

+ Ex-Ken humano, Jéssica Alves exibe visual e web critica: ‘Tá deformada’

+ Cozinheira desiste do Top Chef no 3º episódio e choca jurados

+ Governo estuda estender socorro até o fim de 2020

+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO

+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?