Economia

Receita esclarece que medida para exportador de cigarros foi ação do Congresso


A Receita Federal informou nesta quinta-feira, 31, que partiu do Congresso a iniciativa de permitir às empresas de tabaco produzir maços com menos de 20 cigarros exclusivamente para exportação. A mudança foi incluída pelos parlamentares no projeto de lei da reoneração da folha de pagamento. A Receita não se opôs a essa demanda empresarial e a medida não foi vetada pelo presidente Michel Temer.

Um trecho da nova lei retira a exigência de 20 unidades no maço de cigarro para exportação. Agora, empresas brasileiras poderão produzir carteiras menores, de 10 unidades, por exemplo, para vender no exterior.

O secretário da Receita Federal, Jorge Rachid, disse que a medida “dará mais competitividade” às empresas instaladas em solo brasileiro. Na Europa, é comum a venda de maços menores, com 10 unidades. Rachid nota, contudo, que no Brasil segue proibida a venda de maços ou carteiras com número de cigarros diferentes de 20 unidades.

Veja também

+ Canadá anuncia primeira morte de pessoa vacinada com AstraZeneca no país
+ Yasmin Brunet comemora vitória de Gabriel Medina
+ Decifrado código dos Manuscritos do Mar Morto
+ Receita de panqueca americana com chocolate
+ Receita rápida de panqueca de doce de leite
+ Contran prorroga prazo para renovação da CNH
+ Receita de moqueca de peixe simples e deliciosa
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Sucuris gigantes são flagradas em expedições de fotógrafos no MS