Geral

Reajuste no valor de pedágios em São Paulo é adiado por causa da pandemia

O reajuste dos pedágios das rodovias estaduais de São Paulo foi postergado em quatro meses, informou a Agência de Transporte do Estado de São Paulo (Artesp). A decisão foi publicada nesta terça-feira, 30, no Diário Oficial.

Conforme os contratos de concessão válidos para as rodovias das três primeiras etapas do Programa de Concessões Rodoviárias, o reajuste deveria entrar em vigor em 1º de julho. O adiamento também contempla as praças de pedágio da concessionária Entrevias, que teria atualização em 6 de julho.

De acordo com a Artesp, o adiamento leva em consideração o cenário de estado de calamidade pública, em razão da pandemia provocada pela covid-19. Já a data de reajuste das praças de pedágio da concessionária ViaPaulista, que ocorre em 23 de novembro, permanece inalterada.

As cinco praças do sistema remanescente da concessionária Centrovias e, atualmente, administradas pela concessionária Eixo-SP, também não terão alteração, porque já tiveram suas tarifas calculadas em outro processo, cujos valores estão em vigor desde 15 de maio deste ano, no início da nova concessão.

Veja também

+ Coronel da PM diz que Bolsonaro é ‘falastrão’ e renuncia à entidade de Oficiais
+ Fundador da Ricardo Eletro e filha são presos em operação contra sonegação
+ A “primavera das bikes” pós-pandemia vai chegar ao Brasil?
+ Tubarão-martelo morde foil de Michel Bourez no Tahiti. VÍDEO
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Saiba em quais lugares o contágio pelo novo coronavírus pode ser maior