Esportes

Ramon vê evolução no Vasco e cita fator psicológico após empate: ‘Ficou mexido pela eliminação precoce’

Recuperado de Covid-19, treinador do Cruz-Maltino voltou a comandar a equipe na beira gramado no empate, em 1 a 1, com o Bragantino, em São Januário, neste domingo

Ramon vê evolução no Vasco e cita fator psicológico após empate: ‘Ficou mexido pela eliminação precoce’

O Vasco voltou a desperdiçar pontos valiosos em casa no Campeonato Brasileiro, neste domingo. Pela 12ª rodada da competição, o Cruz-Maltino saiu na frente contra o Bragantino, em São Januário, com Vinicius, mas acabou cedendo o empate no lance seguinte. Após a partida, o técnico Ramon Menezes lamentou a situação, mas destacou o que considerou uma evolução da equipe. Ele citou o desgaste pela maratona de jogos e o psicológico abalado do grupo após a eliminação na Copa do Brasil como fatores que impediram o time de sair vitorioso da partida.

– Sabemos da dificuldade que é um Campeonato Brasileiro. Hoje enfrentamos um adversário que embora esteja na zona de rebaixamento, vem jogando bem, vem de vitória por goleada. Gostei do que vi, o time teve superação, se adaptou rapidamente ao horário, teve velocidade e criou oportunidades, trabalhou bem a bola. Lógico que não vamos conseguir fazer isso durante 90 minutos, pois são adversários de qualidade que vão também nos criar dificuldades – analisou Ramon, em coletiva após a partida, antes de completar:

+ “Filho é um inferno e atrapalha”, diz Fábio Porchat sobre não querer ser pai

– Fizemos o gol e tomamos logo em seguida. Precisamos ter muita tranquilidade. O torcedor e nós queremos que o Vasco ganhe todos os jogos. Minha história no clube me faz ter noção disso e tento passar isso para os atletas. Eles entendem isso, mas às vezes não conseguimos entregar tudo nos jogos. Tivemos uma sequência dura. Nosso psicológico ficou mexido pela eliminação precoce na Copa do Brasil. Era um objetivo de todos. Tudo isso traz um desgaste grande, físico e psicológico. É um prejuízo para o clube e para nós.. Já evoluímos e agora teremos uma semana para trabalhar ainda mais para fazer um grande jogo domingo contra o Galo. O Brasileiro é muito difícil e estamos brigando lá em cima. Sempre digo que o futebol é construção e em cima disso vem as variações, mas tudo isso que falei, às vezes não se encaixa em determinados jogos.

O Vasco volta a campo no próximo domingo, às 20h30, quando visita o líder Atlético-MG, em Belo Horizonte. O time terá a semana livre para trabalhar, o que vem sendo considerado uma vantagem diante do calendário apertado da atual temporada.

–O Vasco tem mostrado equilíbrio nessa competição, está brigando lá em cima. Poderíamos estar melhor se tivéssemos vencido alguns adversários, mas o Brasileiro é muito duro, muito difícil. Meu objetivo agora e recuperar os atletas e trabalhar muito em busca de um grande jogo diante do Atlético-MG. Os jogadores sempre buscaram essa superação. Com essa semana vai dar para trabalhar – concluiu Ramon.

+ Polícia aborda ambulância com sirene ligada e descobre 1,5 tonelada de maconha

Veja também

+ A incrível história do judeu que trabalhou para os nazistas na Grécia
+ Teve o auxílio emergencial negado? Siga 3 passos para contestar no Dataprev
+ Caixa substitui pausa no financiamento imobiliário por desconto de até 50% na parcela
+ Novo Código de Trânsito é aprovado; veja o que mudou
+Jovem é atropelado 2 vezes ao tentar separar briga de casal em Londrina; veja o vídeo
+ Descoberta oficina de cobre de 6.500 anos no deserto em Israel
+Vídeo mostra puma perseguindo um corredor em trilha nos EUA
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ 12 razões que podem fazer você menstruar duas vezes no mês
+ Por que não consigo emagrecer? 7 possíveis razões
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Educar é mais importante do que colecionar
+ Pragas, pestes, epidemias e pandemias na arte contemporânea