ISTOÉ Gente

Radialista processa SBT em R$ 100 mil após ser confundido com amigo morto de Jojo Todynho

Crédito: Reprodução/Instagram

Jojo Todynho (Crédito: Reprodução/Instagram)


Bruno Aurélio Siqueira da Silva, de 37 anos, foi encontrado morto em setembro no Rio de Janeiro. O SBT, ao dar a notícia em primeira mão, colocou a foto de Bruno Aurélio de Freitas, um radialista, no lugar da vítima real. Acontece que o morto era amigo da funkeira Jojo Todynho, e o radialista que teve sua foto exposta em rede nacional, não.

“Melhor amor é o próprio”, diz Mariana Rios após término de noivado

André Marques faz homenagem a Tom Veiga um mês após morte do amigo

Confuso com a situação, Bruno de Freitas processou a emissora em R$ 100 mil por danos morais. A ação corre desde 15 de outubro na Vara Única da Comarca de Colina do Tribunal de Justiça do Estado de São Paulo, em que ele pede a indenização por ter sua imagem usada de forma errônea no SBT.

Em entrevista ao Notícias da TV, Bruno expressou sua revolta. “Como uma TV do porte do SBT faz uma matéria usando uma foto de alguém que não tem nada a ver com o fato? A matéria trouxe alguns inconvenientes desnecessários”, disse. A informação com a foto incorreta foi dada dia 28 de setembro, no programa Primeiro Impacto apresentado por Dudu Camargo, que comentou o caso.

Veja também
+ Corpo de jovem desaparecido é encontrado em caçamba de lixo
+ Corpo de Gabby Petito é encontrado, diz site; legista afirma que foi homicídio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Vídeo: família é flagrada colocando cabelo na comida para não pagar a conta
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Instituto Gabriel Medina fecha portas em Maresias
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio