Geral

‘Quem procurou por isso foi o próprio Daniel’, diz Allana Brittes em entrevista

Crédito: Reprodução/SBT

Após nove meses presa, Allana Brittes deixou a penitenciária de Piraquara (PR) na última semana. Em entrevista ao SBT, ela contou detalhes sobre o assassinato do jogador Daniel, em outubro do ano passado. O atleta foi morto por Edison Brittes,pai de Allana e que confessou o crime. Cristiana Brittes, mãe da jovem, é acusada de homicídio, coação de testemunha e fraude processual.

“Quem matou o Daniel? Meu pai. Mas quem procurou por isso foi o próprio Daniel. A partir do momento que entrou naquele quarto, não pensou nas conseqüências. Uma mulher casada, embriagada, dormindo. Ele pensou que por ser um jogador, por ter dinheiro, podia fazer isso. As coisas não funcionam assim”, disse Alana.

O jornalista Roberto Cabrini, que fez a entrevista, disse então que Daniel foi a maior vítima, pois acabou assassinado. A jovem rebateu: “Ele não foi a única vítima, no meu ponto de vista. Para mim, a minha mãe foi a maior vítima. Ela estava dormindo na cama dela, no quarto dela e, se uma mulher não tiver privacidade, paz na própria cama, não sei onde vai ter”.

Allana ainda deu detalhes sobre a morte do jogador. “Meu pai foi tomado pela emoção, pelo ódio. Nunca imaginei que o Daniel pudesse morrer”, afirmou. “Penso que a família dele não tem nada a ver com os erros dele, não tem culpa de nada e entendo a dor. Só que minha família também foi destruída, assim como a dele”, completou.