Esportes

Queiroz coloca Colômbia abaixo dos favoritos, mas não descarta título

A vitória sobre a Argentina em estreia na Copa América não deslumbrou o técnico Carlos Queiroz. Em entrevista no Morumbi, nesta terça-feira, véspera do jogo com o Catar, o português ainda coloca sua seleção abaixo de Brasil e Argentina no favoritismo pela conquista do título, mas, ao mesmo tempo, não descarta a possibilidade de levar sua equipe a uma conquista, obtida pela última vez em 2001.

“Nossa equipe realmente possui jogadores experientes e que atuam em times importantes da Europa, mas não posso dizer que somos favoritos contra o Brasil, jogando em casa, e diante da Argentina. Não vamos vestir este manto (de favorito). Só vamos conseguir igualar esta disputa (chegar ao título), se formos harmônicos em campo e isso só se tem com muito trabalho, que ainda precisa ser feito”, afirmou o ex-treinador da seleção portuguesa.

Diante de jogadores renomados como Mina, Cuadrado e Falcao Garcia, Carlos Queiroz destacou a sempre boa participação do meia James Rodríguez. “Acho que os ares do Brasil fazem bem a ele”, brincou o treinador, lembrando o fato de o jogador ter sido um dos destaques da Copa do Mundo de 2014, disputada no Brasil, que o levou a ser contratado pelo Real Madrid.

“Trata-se de um importante jogador para nós. Teve uma temporada abaixo das expectativas, mas estamos fazendo um trabalho de recuperação com ele e tenho certeza de que vamos colocá-lo melhor a cada jogo. Espero que os ares de São Paulo façam tão bem a ele como fizeram os de Salvador. E que possamos chegar até o Maracanã”, afirmou, referindo-se ao local da final da competição continental no dia 7 de julho.

O treinador comentou o corte do atacante Luis Muriel. “Lógico que é um jogador que fará falta para o grupo, mas temos total confiança em nosso elenco para substituí-lo à altura. Quero saudá-lo com um abraço. Perdemos também uma pessoa importante, mas como se diz em Portugal, ‘o que não mata, engorda’. Tenho certeza de que esta perda vai nos deixar mais fortes.” Johan Carbonero, da equipe sub-20, foi convocado para participar somente dos treinamentos, pois não pode mais ser inscrito na competição.

A seleção colombiana treinou durante 90 minutos nesta terça-feira. A imprensa só teve acesso aos trabalhos por 15 minutos. O destaque da atividade foi o “bobinho” entre os goleiros, que demonstraram grande habilidade com os pés. A Colômbia enfrenta o Catar, nesta quarta-feira, às 18h30, no Morumbi, pela segunda rodada do Grupo B. Os colombianos lideram a chave com três pontos, contra um de Catar e Paraguai. A Argentina, ainda sem pontuar, está na lanterna.