Geral

Queiroga erra e diz que 4 mil morreram por vacina; vigilância relata 11 óbitos

Crédito: Julio Nascimento/PR

O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, disse nesta segunda-feira (17) que há 4 mil mortes comprovadamente relacionados à vacinação contra a Covid-19, um dado errado e que não bate com as informações oficiais da pasta. As informações são da Folha.

No final de novembro de 2021, um boletim epidemiológico publicado pelo ministério apontava 11 mortes relacionadas a reações das vacinas.


O ministro foi questionado pela Folha sobre o número, e mais uma vez repetiu o erro e disse haver 3.935 óbitos. Mais tarde, quando foi mais uma vez questionado, Queiroga reconheceu o erro e disse que são casos em investigação.

Ainda de acordo com a Folha, atualmente o Ministério da Saúde considera que 13 mortes no Brasil estão relacionadas à vacinação, sendo que 325,71 milhões de vacinas já foram aplicadas no país.