Geral

Queiroga anuncia no Twitter dose de reforço para profissionais da saúde


O ministro da Saúde, Marcelo Queiroga, anunciou nesta sexta-feira, 24, em seu Twitter a aplicação de doses de reforço de vacinas contra a covid-19 em profissionais da saúde. De acordo com o ministro, a Pfizer deve ser o imunizante preferencial para esse caso e a dose de reforço deverá ser aplicada a partir de seis meses após as duas primeiras doses.

“Acabamos de aprovar a dose de reforço para profissionais de saúde, preferencialmente com a Pfizer, a partir de seis meses após a imunização completa. Essa já é a maior campanha de vacinação da história do Brasil. Brasil unido por uma #PátriaVacinada”, publicou Queiroga na rede social, sem deixar claro, porém, quais outros imunizantes podem ser utilizados na falta de Pfizer.

Hoje, o ministério da Saúde já orienta a dose de reforço para idosos acima de 70 anos, também com Pfizer. Contudo, Estados como São Paulo têm utilizado também a Coronavac para esses casos.

Queiroga cumpre isolamento em Nova York após testar positivo para a Covid-19, na terça-feira.

Saiba mais
+ Mãe de Medina compara Yasmin Brunet a ‘atriz pornô’ e colunista divulga conversa
+ Chamada de atriz pornô, Yasmin Brunet irá processar mãe de Gabriel Medina
+ Mulher divide marido com mãe e irmã mais nova: ‘Quando não estou no clima’
+ Em pose sexy, Cleo Pires afirma: "Amando essa minha bunda grande"
+ Médicos encontram pedaço de cimento em coração de paciente durante cirurgia
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Passageira agride e arranca dois dentes de aeromoça
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio