Que o homofóbico vá pedir emprego a Bolsonaro e viver na Bolsolândia, longe da civilização

Crédito: Reprodução/Instagram

Maurício Souza defendeu o Minas Tênis Clube até o ano passado (Crédito: Reprodução/Instagram)

O jogador de vôlei do Minas, Maurício Souza, um bolsominion crasso, daqueles que ‘babam’ o ‘mito’, se manifestou em suas redes sociais, de maneira obtusa e odienta, como é costume dessa gente, sobre o filho do Superman – uma história em quadrinhos da DC Comics, vejam vocês que coisa importante – assumir sua bissexualidade:

‘Ah, é só um desenho, nada demais. Vai nessa que vai ver onde vamos parar’, escreveu. Eu pergunto: iremos parar aonde, seu homofóbico de merda? Numa sociedade onde as pessoas são livres e respeitadas, independentemente de sua etnia, cor, gênero e religião? Para piorar, foi apoiado por outros atletas, como Wallace (um mulato!) e Sidão.


Mas o homofóbico ordinário foi em frente: ‘hoje em dia o certo é errado e o errado é certo’. Me diga, seu babaca, onde está o erro em ser homossexual, bissexual e o escambau? Você tem a mínima ideia de como se manifesta e é exercida a sexualidade de uma pessoa? Não, né!?! Sua capacidade mental e sua idade emocional não lhe permitem.

SUPERMAN

‘Se tem de escolher um lado, eu fico do lado que acho certo’. Pois é, bobinho. Você não tem que escolher ‘um lado’. Você tem apenas de se manter, civilizadamente, ao lado. Traduzindo: ninguém precisa nem deve julgar, como sendo certo ou errado, bonito ou feio, bom ou ruim a sexualidade, religiosidade e costumes de ninguém. Apenas respeitar.

Seu colega de esporte e de homofobia, Wallace, é mulato. Superman poderia ser mulato? O ícone do vôlei nacional e mundial, o ex-jogador Bernard Rajzman, é judeu. Superman pode ser judeu ou não? E o que falar dos atletas que vieram da extrema pobreza, muitos até hoje semi-analfabetos: Superman tem de ser letrado? Ou sua treta é apenas sexo?

O brilhante ponteiro da seleção masculina de vôlei, Douglas, é gay! Nem por isso deixou de jogar na seleção… masculina! É tão difícil assim perceber, Maurício, seu homofóbico cretino, que não são as formas de sentir, manifestar e exercer o desejo sexual que definem o caráter (bom ou mau), as qualidades (ou defeitos) e a essência do ser humano?

LIÇÃO DO DOUGLAS

Seu pensamento e seu comportamento são execráveis. São equivalentes aos dos medievais terraplanistas, anti-vacinas, negacionistas, obscurantistas, racistas, preconceituosos de toda sorte; gente frustrada, ignorante e rancorosa, incapaz de tolerar as diferenças e os diferentes, sedizentes ‘cidadão de bem’, mas justamente o oposto disso.

Seu clube e a seleção deveriam bani-lo imediatamente. Que vá ganhar a vida no ‘Bolsonaro Esporte Clube’ e viver na ‘República Nazifascista da Bolsolândia’, onde todos são brancos, héteros, de extrema direita, tementes a Deus, patriotas, idólatras e sem defeitos. O Brasil e o mundo dos humanos ficariam maravilhosamente melhor sem esses selvagens à solta.

Saia da sua caverna, Maurício, e leia, com extrema atenção, o ensinamento irônico, refinado e sutil do Douglas: ‘engraçado que não virei heterossexual vendo os super heróis beijando as mulheres… sinto muito, mas tenho uma novidade para sua heterossexualidade frágil kkk. Vai ter beijo (do Superman) sim. Obrigado, DC Comics, por pensar em representar todos nós e não só uma parte’. Perfeito, Douglas! Você é um craque. Dentro e fora das quadras.






Sobre o autor

Ricardo Kertzman é blogueiro, colunista e contestador por natureza. Reza a lenda que, ao nascer, antes mesmo de chorar, reclamou do hospital, brigou com o obstetra e discutiu com a mãe. Seu temperamento impulsivo só não é maior que seu imenso bom coração.


Mais posts

Ver mais

Copyright © 2022 - Três Editorial Ltda.
Todos os direitos reservados.

Nota de esclarecimento: A Três Comércio de Publicações Ltda., empresa responsável pela comercialização das revistas da Três Editorial, informa aos seus consumidores que não realiza cobranças e que também não oferece o cancelamento do contrato de assinatura mediante o pagamento de qualquer valor, tampouco autoriza terceiros a fazê-lo. A empresa não se responsabiliza por tais mensagens e cobranças.