Agronegócio

Quatro institutos de pesquisa agropecuária são contemplados com R$ 49,7 mi

São Paulo, 04 – A Fundação de Amparo à Pesquisa do Estado de São Paulo (Fapesp) pretende aplicar R$ 49,765 milhões em propostas apresentadas pelo Instituto Agronômico (IAC), Instituto Biológico (IB), Instituto de Tecnologia de Alimentos (Ital) e Instituto de Zootecnia (IZ), todos ligados à Agência Paulista de Tecnologia dos Agronegócios (Apta), da Secretaria de Agricultura e Abastecimento do Estado de São Paulo.

O presidente da Fapesp, José Goldemberg, informou em comunicado que o objetivo é modernizar os institutos de pesquisa do Estado. “Além de contemplar a aquisição de equipamentos modernos, o edital deu grande ênfase à capacitação de pessoal de alto nível científico e tecnológico, capaz de utilizar esses equipamentos adequadamente”, disse Goldemberg.

Conforme a Apta, o plano de desenvolvimento institucional do IAC receberá investimentos de R$ 13,250 milhões. O objetivo é aprimorar as condições de pesquisa e o desenvolvimento de produtos e processos direcionados às cadeias agrícolas, com impactos diretos na geração de ciência e pacotes tecnológicos para o setor de produção.

O IB será contemplado com R$ 11,731 milhões para investir em três áreas: genômica aplicada à sanidade animal, vegetal e proteção ambiental; inovação tecnológica em sanidade animal; e controle biológico. Para isso, o Instituto pretende instalar uma Unidade Laboratorial de Genômica e Bioinformática, Unidade de Inovação Tecnológica em Sanidade Animal e Unidade de Inovação em Controle Biológico.

Segurança e alimentos saudáveis e inovação em produtos e processos foram as duas áreas estratégicas definidas pelo Ital em seu plano de desenvolvimento institucional, contemplado com R$ 13,164 milhões. A área de segurança e alimentos saudáveis terá foco na investigação da contaminação química e redução da contaminação microbiológica dos alimentos e melhoria de aspectos nutricionais. A área de inovação em produtos e processos abordará o desenvolvimento de ingredientes, novos produtos, processos e formulações, materiais e embalagens e produtos e ingredientes obtidos a partir do aproveitamento de resíduos da indústria de alimentos.

O IZ receberá investimento de R$ 11,665 milhões para desenvolver pesquisas em três áreas estratégicas: produção sustentável de carne, produção sustentável de leite e sistemas integrados de produção agropecuária.