Economia

Quatro das 5 atividades de serviços têm alta em outubro ante setembro, diz IBGE

Quatro das cinco atividades de serviços registraram crescimento na passagem de setembro para outubro, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE). Na média global, o volume de serviços prestados subiu 1,7% em outubro ante setembro.

O destaque foram os serviços de informação e comunicação, que avançaram 2,6%, acumulando um ganho de 10,0% no período de junho a outubro, após um recuo de 8,8% entre janeiro e maio de 2020. Os serviços de informação e comunicação já estão 2,5% acima do patamar pré-pandemia.

O segmento de transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio cresceu 1,5%, o sexto resultado positivo seguido, acumulando um ganho de 22,7% entre maio e outubro, mas ainda precisam avançar 8,8% para retornar ao nível de fevereiro, no pré-pandemia.

Os serviços prestados às famílias avançaram 4,6% em outubro ante setembro, a terceira taxa positiva seguida. Em seis meses, o setor acumulou um avanço de 80,4%, mas ainda precisa crescer 47,6% para retornar ao patamar de fevereiro.

Os serviços profissionais, administrativos e complementares cresceram 0,8% em outubro ante setembro e ainda precisam avançar 12,8% para retornar ao pré-pandemia. Os serviços profissionais, administrativos e complementares chegaram a um ganho de 5,9% no período de junho a outubro, após retração de 17,4% verificada entre fevereiro e maio.


+ Rapper implanta diamante de R$ 128 milhões no rosto
+ PR: Jovem desaparecida é encontrada morta; namorado confessa crime
+ Galo bota ovos e surpreende moradores de Santa Catarina

O único resultado negativo do mês ficou com o setor de outros serviços, queda de 3,5% em outubro ante setembro, devolvendo parte do ganho de 19,2% acumulado nos últimos quatro meses. O segmento de outros serviços está 1,5% acima do patamar pré-pandemia.

Comparação interanual

Três das cinco atividades de serviços registraram perdas em outubro em relação a outubro de 2019, segundo os dados da Pesquisa Mensal de Serviços. O volume do setor de serviços recuou 7,4%, a oitava taxa negativa consecutiva. Apenas 35,5% dos 166 tipos de serviços investigados registraram crescimento.

As quedas ocorreram nos serviços profissionais, administrativos e complementares (-13,5%), transportes, serviços auxiliares aos transportes e correio (-8,2%) e serviços prestados às famílias (-30,2%).

A única contribuição positiva no mês foi do segmento de outros serviços (8,7%), impulsionado pelo aumento de receita das empresas de administração de bolsas e mercados de balcão organizados; coleta de resíduos não perigosos de origem doméstica, urbana ou industrial; corretores e agentes de seguros, de previdência complementar e de saúde; corretoras de títulos e valores mobiliários; e administração de fundos por contrato ou comissão.

Os serviços de informação e comunicação mostraram estabilidade (0,0%) ante outubro de 2019. Houve avanços nas receitas de empresas de portais, provedores de conteúdo e ferramentas de busca na Internet, mas perdas nos segmentos de telecomunicações; programadoras e atividades relacionadas à televisão por assinatura; edição integrada à impressão de livros; operadoras de TV por assinatura por satélite; e atividades de exibição cinematográfica.

Veja também

+ Cientistas descobrem nova camada no interior da Terra
+ Aprenda 5 molhos fáceis para aproveitar o macarrão estocado
+ Aprenda a preparar o delicioso espaguete a carbonara
+ Vídeo: o passo a passo de como fazer ovo de Páscoa
+ Cientistas desvendam mistério das crateras gigantes da Sibéria
+ Sexo: saiba qual é a melhor posição de acordo com o seu signo
+ 5 benefícios do jejum intermitente além de emagrecer
+ Como fazer seu cabelo crescer mais rápido
+ Vem aí um novo megaiceberg da Antártida
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Estudo revela o método mais saudável para cozinhar arroz
+ Cinema, sexo e a cidade
+ Arrotar muito pode ser algum problema de saúde?
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago
+ Editora estreia com o romance La Cucina, uma aventura gastronômia e erótica