Lives

“Quando saí da Globo, estava com o olhar para a internet”, diz Otaviano Costa

O ator, apresentador e youtuber Otaviano Costa participou de live da ISTOÉ nesta terça-feira, 22. Na troca de ideias com a jornalista Camila Srougi e o diretor de redação da revista, Germano Oliveira, o multiartista falou sobre a saída dele da Globo, em abril do ano passado – mesmo ainda tendo um ano de contrato com a emissora.

Ele conta na entrevista que se reinventou e em busca de uma felicidade construiu o “Otalab”, um programa ao vivo e multiplataforma que faz sucesso no UOL, com mais de 3 milhões de acessos, onde se fala de jornalismo e entretenimento. “Quando saí da Globo, estava com o olhar para o mundo da internet.”

Na avaliação de Otaviano, ele estava numa zona de conforto e precisava de um novo desafio, uma provocação que lhe desse mais felicidade. Na live, ele diz que sua primeira resposta neste sentido foi se tornar produtor de si mesmo na internet. “As redes sociais não podem mais deixar de existir.

De olho neste novo filão de negócios, Costa construiu um estúdio próprio, com todas as qualidades impostas pelas qualidades técnicas televisivas e se jogou no Youtube. “A zona de conforto não combina comigo. Estava querendo buscar uma felicidade absoluta.” Sem descartar o retorno às telinhas, Otaviano garante: “Novela eu não faço mais.”

Na conversa com ISTOÉ, ele fala que paralelamente ao negócio de youtuber voltou à TV no GNT, em março deste ano, no comando do “Extreme Makeover” – Casa dos Sonhos, um dos formatos de reality show de maior sucesso na televisão mundial.

Paralisado por causa da pandemia do novo coronavírus, o programa tem como objetivo reconstruir a casa de 10 famílias, uma por episódio. Ele também falou da parceria com a jornalista Monica Iozzi no podcast de ficção Sofia. A obra, que é uma espécie de radionovela, foi inspirada em Sandra, produção dos EUA que ganhou diversas versões pelo mundo.

Otaviano Costa, entre os inúmeros trabalhos na TV, apresentou o “Vídeo Show”, o “Tá Brincando” e fez uma participação no “Amor e Sexo”, comandado por Fernanda Lima, além de participar da “Escolinha do Professor Raimundo”.

Na entrevista, ele fala de política, da politização da vacina contra o Covid, dos projetos futuros, como um curso de comunicação que vai lançar no próximo ano – “minha verbe de comunicador é muito forte” -, a vida em família na quarentena, ele é casado com a atriz Flávia Alessandra e tem duas filhas, e o cotidiano de empreendedor. “Eu troquei o ‘ou’ pelo ‘e’.

É claro que eu vou voltar à TV, já houve umas conversas, mas nenhuma foi suficientemente interessante para eu largar tudo e voltar para lá. Mas vão ter novidades em 2021”, alerta.