Geral

Qualcomm vê crescimento em segmento de celulares premium mesmo se economia desacelerar

Qualcomm vê crescimento em segmento de celulares premium mesmo se economia desacelerar

Qualcomm


Por Jessica DiNapoli

DAVOS, Suíça (Reuters) – O presidente-executivo da Qualcomm, Cristiano Amon, enxerga crescimento para a fornecedora de chips, uma vez que os consumidores buscam cada vez mais “telefones melhores”, disse ele em entrevista nesta quarta-feira no Fórum Econômico Mundial, ainda que as conversas sobre uma desaceleração econômica venham dominando o evento na cidade suíça de Davos.

“A Qualcomm redefiniu sua estratégia móvel para se concentrar em premium e high-tier (de nível mais elevado), e estamos ganhando participação em meio a um mercado estacionado”, disse Amon. “Por exemplo, com aparelhos como o Samsung Galaxy, tínhamos 40% de participação e agora temos mais de 75%.”

Amon disse que o mercado de smartphones está “maduro”, limitando o crescimento.

Os riscos para a economia global encabeçaram as preocupações dos líderes empresariais, formuladores de políticas e acadêmicos de todo o mundo no fórum anual em Davos, com alguns citando a ameaça de uma recessão global.

Amon disse que, com a pandemia da Covid-19, a utilidade dos smartphones continuou a aumentar, dada a maior dependência de reuniões virtuais de trabalho e escola e como forma de manter contato com a família.

“As pessoas estão procurando ter telefones melhores, com mais recursos”, disse Amon. “São coisas que podem manter o mercado (de telefonia) móvel estável mesmo diante da inflação e com o risco de desaceleração” econômica.

Em abril, a Qualcomm projetou receita no terceiro trimestre fiscal acima das expectativas dos analistas.

A tecnologia da Qualcomm alimenta dispositivos de realidade aumentada e virtual, incluindo aqueles fabricados pela proprietária do Facebook, a Meta, disse Amon, acrescentando que o relacionamento da Qualcomm com o Facebook está “expandindo”.

“A realidade aumentada pode ser tão grande quanto os telefones”, disse ele.

A Qualcomm já tem parcerias com a Microsoft e TikTok para dispositivos de realidade virtual e aumentada, e há mais acordos para serem anunciados, disse Amon.

tagreuters.com2022binary_LYNXNPEI4O0ZA-BASEIMAGE