Cultura

Quadro com crítica à pedofilia é apreendido em Campo Grande


Um quadro que estava em exposição no Marco (Museu de Arte Contemporânea) foi apreendido pela Polícia Civil de Campo Grande nesta quinta, 14. A apreensão foi realizada devido à pressão de deputados estaduais de Mato Grosso do Sul, que registraram um boletim de ocorrência.

A tela se chama Pedofilia e foi pintada por Alessandra Cunha, artista cuja mostra tinha 31 trabalhos. A obra sugere uma menina cercada por duas figuras masculinas nuas. A exposição era recomendada para maiores de 18 anos, como informava um cartaz.

A apreensão ocorreu apenas quatro dias após a polêmica do cancelamento da exposição Queermuseu no Santander Cultural, em Porto Alegre. O Fórum Municipal de Cultura de Campo Grande demonstrou repúdio à apreensão em nota.

O quadro, que segundo os deputados, agride a “família, moral e bons costumes”, passará por uma perícia na Delegacia de Proteção à Criança e ao Adolescente.


Saiba mais
+ IPVA 2022 SP: veja como consultar e pagar o imposto
+ Um gêmeo se tornou vegano, o outro comeu carne. Confira o resultado
+ Reencarnação na história: uma crença antiquíssima
+ SP: Homem morre em pé, encostado em carro, e cena assusta moradores no litoral
+ O que se sabe sobre a flurona?
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Horóscopo: confira a previsão de hoje para seu signo
+ Veja quais foram os carros mais roubados em SP em 2021
+ Expedição identifica lula gigante responsável por naufrágio de navio em 2011
+ Tudo o que você precisa saber antes de comprar uma panela elétrica
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua