Esportes

Punida por fraude em atidoping, campeã olímpica do atletismo nega teste positivo


A atleta americana Brianna McNeal negou, por meio de sua assessoria, ter testado positivo em exame antidoping. A campeã olímpica dos 100 metros com barreiras na Olimpíada do Rio, em 2016, está suspensa desde 14 de janeiro, pela Unidade de Integridade do Atletismo (AIU, na sigla em inglês), após acusações de fraude no processo de testagem de doping.

A atleta, que atualmente é a sétima no ranking americano, foi acusada pela AIU de “adulterar o processo de gerenciamento de resultados”. Esta, no entanto, foi a única especificação fornecida pela entidade, sem oferecer mais detalhes sobre qual teria sido a conduta de americana.

De acordo com a agência de comunicação ICM Stellar Athletics, que a representa, a atleta de 29 anos “não testou positivo para nenhuma substância que seja banida no atletismo”. A agência afirmou, ainda, que Brianna solicitará uma audiência, na qual, “ela espera ser exonerada e continuar sua carreira”.

Esta não é a primeira polêmica em que Brianna se envolve em relação a doping. Em 2017, a barreirista perdeu o Mundial após outra suspensão, desta vez causada pela perda de três testes antidoping no período de um ano.

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago