Geral

PTB expulsa deputada por suposta gravação para Globo; parlamentar nega ato

Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados

PTB expulsa deputada por suposta gravação para Globo; parlamentar nega ato (Crédito: Cleia Viana/Câmara dos Deputados)


A deputada federal Luísa Canziani (PR) foi expulsa do PTB. A informação foi divulgada nas redes sociais pelo presidente nacional do partido, Roberto Jefferson. Um dos motivos da expulsão, segundo Jefferson, é uma acusação de que a parlamentar teria tentado gravar secretamente uma reunião ministerial para exibição em um programa da TV Globo.

Após expulsão do Patriota, Fernando Holiday anuncia filiação ao Novo

Após expulsão de Sabará, deputados do Novo cogitam voto em Arthur do Val

Solidariedade avalia expulsão de Marta Suplicy; partido oficializa apoio a França

“Gravar secretamente um Ministro de Estado é uma falta gravíssima. Essa turma que veio do jovairismo não tem limites. Reprovamos a conduta da deputada Luísa Canziani, que está expulsa do PTB”, escreveu Jefferson no Twitter. Em nota ao Uol, a parlamentar negou que tenha cometido o ato.

Em outra publicação no Twitter, o presidente do PTB afirmou que Luísa “há muito tempo não segue as diretrizes do partido” e compartilhou um post da deputado publicado em abril.

“A deputada Luísa Canziani há muito tempo não segue as diretrizes do partido. Nesse tuíte de abril, ela dizia que o PTB virou uma ‘seita’. Nós rompemos com a deputada desde então e não temos nenhuma responsabilidade pelos atos dela. O partido de Luísa Canziani é ela mesma”, disse o presidente do PTB.

Parlamentar nega acusação

Procurada pelo Uol, a deputada negou a acusação feita por Jefferson. “Não gravei e nem gravaria reunião alguma sem qualquer tipo de permissão! Quem me acompanha sabe que tenho uma trajetória de muito RESPEITO aos meus colegas. Sou do diálogo e as minhas coisas são feitas sempre às claras”, afirmou em nota.

Conforme a parlamentar, ela está sendo acompanhada pelo programa Profissão Repórter, da Globo, para a realização de uma matéria sobre a discussão do homeschooling. Luísa afirmou ainda que comunicou o fato ao secretário-executivo do MEC (Ministério da Educação).

“Por isso, o microfone tem ficado comigo ao longo dos dias. O Secretário Executivo do MEC foi avisado previamente (e ele testemunhou isso na reunião, explicando que eu não estava gravando, em minha defesa)”, disse.

“Não sei a quem interessa essa cortina de fumaça, mas peço que respeitem a minha história. Sou Deputada Federal, não menina de recados. E eu lamento profundamente ser acusada de maneira tão injusta. Mas sigo com a minha consciência absolutamente tranquila e trabalhando da melhor forma pela democracia brasileira”, afirmou. A deputada informou ainda que não foi comunicada pelo partido sobre a expulsão.

Também em nota ao Uol, a rede Globo afirmou que “o homeschooling é um tema de interesse da sociedade. Portanto, é e deve ser tema abordado pelo jornalismo. E nenhuma discussão sobre o tema deve ser secreta.”

Veja também
+ Nicole Bahls já havia sido alertada sobre infidelidade do ex-marido
+ Truque para espremer limões vira mania nas redes sociais
+ Chef playmate cria receita afrodisíaca para o Dia do Orgasmo
+ ‘Transo 15 vezes na semana’, diz Eduardo Costa ao revelar tratamento por vício em sexo
+ Gel de babosa na bebida: veja os benefícios
+ Mercedes-Benz Sprinter ganha versão motorhome
+ Veja fotos de Karoline Lima, novo affair de Neymar
+ Anorexia, um transtorno alimentar que pode levar à morte
+ Agência dos EUA alerta: nunca lave carne de frango crua
+ Yasmin Brunet quebra o silêncio
+ Tubarão é capturado no MA com restos de jovens desaparecidos no estômago