Ediçao Da Semana

Nº 2741 - 05/08/22 Leia mais

O PT está preocupado com a pouca interface do presidenciável Lula da Silva com a Igreja Católica – que o ajudou muito quando fundou o partido e hoje é crítica da postura contraditória dele sobre o aborto.

Ontem, lideranças católicas de Brasília, ligadas à CUT, criaram o Comitê “Católicos do DF com Lula”. Movimento ainda muito tímido.

Diretórios começaram a agendar reuniões em sindicatos nas capitais para tentar uma aproximação com católicos, a priori, antes de retomar o contato com os bispos – ainda reticentes.

Dentro do PT, há informes de que muitos padres e bispos são mais simpatizantes do presidente Jair Bolsonaro, pela postura conservadora dos hábitos familiares.