ISTOÉ Gente

Psicóloga explica se ‘fanatismo religioso’ teria contribuído para o fim do casamento de Karina Bacchi

Crédito: Reprodução/Instagram

Questionada sobre o seu divórcio, Karina Bacchi cita adultério e Bíblia (Crédito: Reprodução/Instagram)


Karina Bacchi confirmou, nessa sexta-feira (20), que chegou ao fim seu casamento de quatro anos com o ex-jogador e empresário Amaury Nunes, que segundo informações da coluna de Leo Dias, do site Metrópoles, o principal motivo para o término da relação seria o fanatismo religioso da apresentadora, que se tornou evangélica a pouco tempo.

IstoÉ Gente conversou com a neuropsicanalista da USP Priscila Gasparini Fernandes, que explicou como o fanatismo religioso pode influenciar nas relações.

“O fanatismo religioso acontece quando há um exagero na prática religiosa, o seu modo de entender e viver a religião não se traduz emalgo bom para a saúde psicológica e espiritual, interfere na percepção do mundo que está inserido, em seus afetos e relacionamentos. Acaba não tendo tempo e condições de viver suas relações interpessoais, pois acredita que seu tempo deverá ser totalmente utilizado para praticas religiosas, e muitas vezes acabam negligenciando suas necessidades emocionais, físicas e econômicas”, começou a profissional.

“Muitas vezes este fanatismo (entenda como exagero religioso), se torna um fator de desintegração na família, onde a pessoa sem perceber se afasta, e vive um mundo a parte, sem ter condições de se relacionar efetivamente. Só aceita ideias religiosas pertencentes a sua fé, perdendo o respeito por outras doutrinas, mudando suas prioridades no cotidiano, e consequentemente afetando suas relações interpessoais”.

“Acredito que a religião, ou a fé, seja qual for a forma de credo, é extremamente importante, pois pertence a essência do homem, onde busca sempre a evolução, a caridade e bondade, fortalecendo virtudes e se tornando pessoas melhores, o que é extremamente diferente do fanatismo”, finalizou Priscila Gasparini.

Vale destacar que, após as especulações de Leo Dias sobre ‘fanatismo religioso’, Karina Bacchi fez um post enigmático em sua rede social: “Bom dia! Deem graças ao senhor! Seu amor leal dura pra sempre! Ele intercede pelos justos, ele está acima de todos e de tudo. Digno de toda honra e todo louvor. Uns zombam, outros creem. Felizes aqueles onde a fé faz morada eterna. Onde o amor de Jesus transborda. Ele é bom o tempo todo e tudo colabora para o bem daqueles que n’Ele creem. Com amor sem medida, mas com temor, respeito e retidão”, escreveu.

Em julho do ano passado, Bacchi abriu o coração ao falar da crise que enfrentou em seu casamento com Amaury. Em entrevista ao podcast “Positivamente”, a atriz caiu no choro ao relembrar o momento difícil e contou que a fé em Deus foi fundamental para o relacionamento não chegar ao fim.